Continua após publicidade

Teatro é alternativa para quem não vai pular Carnaval; confira programação

Fim de semana do feriado apresenta peças de comédia e drama, além de espetáculos de dança e musicais

Por Laura Pereira Lima
Atualizado em 9 fev 2024, 20h23 - Publicado em 9 fev 2024, 15h27

A programação cultural da capital paulista durante o Carnaval vai muito além dos blocos de rua. Do teatro infantil aos espetáculos de dança, a cidade oferece uma gama diversa de peças teatrais para aproveitar o período longe das multidões. Confira algumas opções em cartaz durante o feriado:

Bom dia, Eternidade

No fim de semana, o coletivo O Bonde apresenta Bom dia, Eternidade no Sesc Consolação. Na peça, quatro irmãos idosos que sofreram um despejo quando crianças recebem restituição após quase 60 anos, e discutem os próximos passos em cena. É o último espetáculo da Trilogia da Morte, na qual o grupo de artistas negros e periféricos discute as heranças do período escravocrata no Brasil (120min). 16 anos.

Teatro Anchieta. Sesc Consolação. Rua Doutor Vila Nova, 245, Vila Buarque, ☎ 3234-3000. ♿ Sex. e sáb., 20h. Dom. e qui. (25), 18h. 15 e 22/2, 15h. Até 25/2. sescsp.org.br.

bom-dia-eternidade-o-bonde-teatro
Integrantes d’O Bonde e músicos convidados: peça ao som de samba (Júlio César Almeida/Divulgação)

Tarsila, a Brasileira

No Teatro Santander, Claudia Raia vive a protagonista de Tarsila, A Brasileira, musical que aborda a vida, a obra e a influência da artista na cultura brasileira, sob direção de José Possi Neto. Do nascimento do movimento antropofágico à criação do Abaporu (1928), o espetáculo aborda a trajetória da pintora, permeando também a história do Brasil (150min). Livre.

Continua após a publicidade

Teatro Santander. Shopping JK Iguatemi, ☎4810-6868. ♿Qui. e sex., 20h. Sáb. e dom., 16h e 20h. R$ 50,00 a R$ 280,00. Até 26/5. teatrosantander.com.br.

Ubu Rei

O Teatro Commune, na Consolação, recebe uma montagem de Ubu Rei, texto do francês Alfred Jarry escrito no final do século XIX. Fazendo referência à tragédia Macbeth, de Shakespeare, a peça apresenta Pai Ubu (vivido por Augusto Marin, responsável pela tradução do texto), um tirano sanguinário que, manipulado pela esposa, Mãe Ubu (Esther Góes), mata o rei da Polônia e chega ao trono. A direção é de Armando Liguori Júnior (80min). 12 anos.

Teatro Commune. Rua da Consolação, 1218, Consolação, ☎ 97665-2205. ♿ Sáb., 20h. R$ 60,00. Até 24/2. commune.com.br.

Continua após a publicidade

Musical O Rei Leão

A famosa história do pequeno leão sucessor ao trono foi adaptada para musical pela diretora americana Julie Taymor há 25 anos. O elenco da versão brasileira, que conta com 51 atores, nove deles vindos da África do Sul, um do Zimbábue e um do México, é estrelado por Thales Cesar, que interpreta Simba, leão filho do rei Mufasa (Drayson Menezzes) e da rainha Sarabi (Josy.Anne). Livre.

Teatro Renault. Avenida Brigadeiro Luís Antônio, 411, Bela Vista. ♿ Qua. e qui., 20h. Sex., sáb. e dom., 15h e 20h. R$ 160,00 a R$ 550,00. @t4fmusicais. 

thales cesar rei leão musical
Ensaio do espetáculo: 35 toneladas de figurinos e cenários (Alexandre Battibugli/Veja SP)

Encarnación

O espetáculo de dança Encarnación está em cartaz no Sesc Pompeia sob direção do performer Flow Kountouriotis. A obra mostra o percurso poético traçado pelo corpo do bailarino em seu processo de transição hormonal e discute identidade de gênero em uma ficção tecnológica (60min). 18 anos.

Continua após a publicidade

Sesc Pompeia. R. Clélia, 93 – Água Branca. ♿ Qui., Sex. e Sáb, 21h30. Dom., 18h30. R$ 40,00. Até 18/02. sescsp.org.br.

encarnacion-dança-sescpompeia
Performance de Flow Kountouriotis (Thaís Grechi/Reprodução)

O pai

Na peça de Florian Zeller – que virou filme dirigido pelo próprio autor e interpretado por Anthony Hopkins em 2020 –, o ator paulistano Fúlvio Stefanini vive André, idoso que começa a perder a memória. A direção é de Léo Stefanini, filho do protagonista (90min). 14 anos. 

Teatro Mooca. Rua Capitão Pacheco e Chaves,313. ♿ Sáb. e Dom., 18h. R$ 100,00 e R$ 150,00. Até 31/3. teatromooca.com.br

Continua após a publicidade
o pai fulvio stefanini
Fúlvio Stefanini: comemorando 68 anos de carreira (João Caldas Fº/Divulgação)

Quando eu for mãe, quero te amar desse jeito

Na comédia escrita por Eduardo Bakr e dirigida por Tadeu Aguiar, em cartaz no Teatro Renaissance, Vera Fischer interpreta Dulce Carmona, uma mulher na altura dos seus 70 e poucos anos que faz de tudo para manter a imagem da família. Quando seu único filho, Lauro (Rafael Sardão), decide se casar com Gardênia (Marta Paret), uma pessoa que ela não conhece, a matriarca começa uma guerra contra a nora (80min). 12 anos. 

Teatro Renaissance. Alameda Santos, 2233 (Hotel Renaissance), Jardim Paulista, ☎ 3069-2286. ♿ Sex., 21h. Sáb., 19h. Dom., 17h. R$ 140,00. Até 3/3. teatrorenaissance.com.br.

quando-eu-for-mãe-quero-amar-desse-jeito-vera-fischer-sp
Rafael Sardão, Vera Fischer e Marta Paret (Carlos Costa/Divulgação)

A milionária

Versão brasileira do Círculo de Atores para a comédia do dramaturgo irlandês Bernard Shaw (1856-1950), A milionária narra a história de Epifânia (Chris Couto), uma das mulheres mais ricas da Europa no início do século XX. A trama faz uma sátira sobre a ganância das classes mais altas a partir da história da personagem, que enxerga suas relações como forma de aumentar seu patrimônio. A direção é de Thiago Ledier, que também integra o elenco (100min). 14 anos. 

Teatro Ruth Escobar, Rua dos Ingleses, 209, Bela Vista, ☎ 3289-2358. ♿ Sex. e sáb., 21h. Dom., 19h. R$ 80,00. Até 11/2. @circulodeatores. teatroruthescobar.com.br.

a-milionária-bernard-shaw-sp-chris-couto
Chris Couto como Epifânia (Ronaldo Gutierrez/Divulgação)

Momo e o Senhor do Tempo

A peça infantil de Carla Candiotto faz uma adaptação do romance O Senhor do Tempo, do alemão Michael Ende. Quando os Homens de Cinza chegam a uma vila e roubam o tempo das pessoas, Momo (Camila Cohen), uma menina que vive nas ruínas de um teatro, e seus amigos precisam agir para recuperá-lo (60min). Rec. 7 anos. 

Continua após a publicidade

Teatro Anchieta. Sesc Consolação — Rua Dr. Vila Nova, 245. Sáb., 11h. R$ 30,00. Até 24/2.

foto-de-renato-mangolin_red.jpeg
Momo e o Senhor do Tempo (Renato Mangolin/Divulgação)
Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.