Por novas vilas nos bairros-jardins

Os irmãos Patricia e Eudoxios Anastassiadis sugerem condomínios horizontais no lugar dos espaçosos casarões de antigamente

O que fazer com as centenas de casas vazias (e encalhadas) em bairros como Pacaembu, Jardim Europa e afins? Os irmãos Patricia e Eudoxios Anastassiadis, ela arquiteta, ele administrador de empresas, sugerem no podcast #SPsonha vilas de casas – condomínios horizontais – no lugar dos espaçosos casarões de antigamente. “As famílias de hoje são muito menores, e não há tantos funcionários dormindo em casa como na época que esses bairros foram criados”, diz Patricia ao redator-chefe da Vejinha, Raul Juste Lores. “Eu vi o bairro do Pacaembu morrendo nos últimos trinta anos. O bairro está congelado, vazio. Como ocupar, usar?”

A dupla já desenvolveu vilas assim em bairros como Jardim Paulistano, Higienópolis e Alto de Pinheiros. “As casas precisam deixar de ser unifamiliares. Podemos manter o limite de altura vigente. Antes de aprovar mudanças, que projetos sejam desenhados.” Eudóxios concorda. “Existem exageros nos dois lados, das associações de moradores e do mercado imobiliario. Está na hora de conversar e pensar em novos usos.” O papo completo no podcast #SPsonha.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s