Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Marcos Oliveira, o Beiçola, recebe ajuda de amigo e fã para sobreviver

Ator de 64 anos diz que não é chamado para trabalhos e passa por dificuldades financeiras: "Eu quero trabalhar, eu preciso ser útil", diz

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 18 Maio 2021, 13h39 - Publicado em 18 Maio 2021, 12h11

O ator Marcos Oliveira, famoso por interpretar o personagem Beiçola, em A Grande Família, revelou que passa por dificuldades financeiras e atualmente conta com a ajuda de amigo e fã para sobreviver. Aos 64 anos, ele teve a renda afetada durante a pandemia de Covid-19.

“Tenho um grande amigo que está na Europa e de vez em quando me ajuda comprando alguma coisa para eu comer. Um fã do interior de São Paulo fez uma vaquinha por lá e depositou um dinheiro para eu pagar minhas contas e ajudar na compra de comida também. Sou sozinho, não tenho família. Vivo apenas com minhas três cadelas. Não me chamam para nada, para nenhum trabalho. Quero ter oportunidade de fazer outras coisas”, disse Marcos em entrevista ao podcast “Só 1 minutinho”.

O ator, que passou por um cateterismo após sofrer um infarto em setembro de 2020, diz que acredita que a situação irá melhorar quando conseguir a aposentadoria. No entanto, como gasta muito com remédios, não poderá parar de trabalhar totalmente,

“Vou dar entrada nos meus papéis agora no fim do mês, quando completo 65 anos. Quem sabe aí eu possa morar num sítio, construir minha casinha, ter uma horta. Mas não poderei parar de trabalhar. Só em farmácia gasto quase R$ 1 mil por mês”, contou ele.

Em entrevista ao Melhor da Tarde, da Band, no fim de abril, Marcos disse que quer trabalhar e não mendigar. “Eu quero trabalhar, eu preciso ser útil”, afirmou muito emocionado.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade