Clique e assine por apenas 6,90/mês

Atrizes do musical ‘Wicked’ criam canal no YouTube e novo show

Fabi Bang e Myra Ruiz conquistaram uma legião de fãs e firmam nova parceria em 'Desafiando a Amizade', que tem ingressos esgotados em poucas horas

Por Dirceu Alves Jr. - 30 Jun 2017, 18h36

Entre março e dezembro do ano passado, duas jovens atrizes, até então desconhecidas, encantaram 340 000 espectadores com o musical Wicked. A carioca Fabi Bang, de 32 anos, e a paulistana Myra Ruiz, de 24, protagonizaram o espetáculo, grande sucesso também na Broadway, como duas bruxas carismáticas, capazes de superar mal-entendidos em nome da amizade. Fabi era a linda e envolvente Glinda, enquanto Myra deu vida à esquisitona Elphaba, que enfrenta o preconceito por ter nascido com a pele esverdeada.

De imediato, o público passou a disputar a atenção delas depois das sessões, fundou fã-clubes e, encerrada a temporada, sentiu-se órfão não apenas das personagens, mas também do carinho das novas estrelas.

A saudade durou bem pouco. Em fevereiro, as artistas lançaram no YouTube o canal de vídeos Apenas Existindo, no qual cantam covers de Lady Gaga e Adele e alimentam a tietagem com histórias de bastidores. O resultado beira as 200 000 visualizações em quatro meses e serviu de impulso para trazê-las de volta ao palco.

Dupla afinada: no show Desafiando a Amizade Thaiany Cuencas/Veja SP

O show Desafiando a Amizade estreou no Teatro Cetip, no bairro de Pinheiros, em 4 de maio, com 620 ingressos, entre 30 e 100 reais, vendidos em poucas horas. No fim da sessão, mais de 200 pessoas formaram fila na porta do camarim por uma selfie. As duas apresentações seguintes, marcadas para 3 e 4 de julho, desta vez no Teatro Porto Seguro, no centro, mostram que o fôlego da dupla independe das feiticeiras da ficção: lotação esgotada logo depois de aberta a bilheteria.

Continua após a publicidade

As entradas custavam entre 60 e 120 reais. Outra temporada, agora de duas semanas, está agendada para setembro no mesmo local, capaz de comportar 508 espectadores por noite.

Em Desafiando a Amizade, as atrizes vão de temas de Alô, Dolly! e Funny Girl até chegar a Les Misérables, A Bela e a Fera e, é claro, Wicked. A direção cênica é de Miguel Falabella. O sugestivo título tem um pé na ironia, mas a dupla afirma em uníssono que a parceria é inabalável.

“Desde o início, percebi que podia rolar uma rivalidade, afinal eram personagens fortes e de peso semelhante, e algumas pessoas, inclusive, alimentaram a disputa”, reconhece Fabi. “Os fãs criaram os times da Myra e da Fabi nas redes sociais e, de imediato, começamos a brincar com essa história para não levá-la adiante”, conta a colega.

Myra teve um bom presságio ao estrear no mundo dos musicais com Mamma Mia!, em 2010, aos 17 anos. Ao abrir uma gaveta do camarim do Teatro Abril (atual Renault), a jovem, cuja formação se deu, em boa parte, nos Estados Unidos, encontrou um recado escrito na madeira: “Quem se sentar nessa bancada vai ter muita sorte na vida”. A mensagem era assinada por Fabi, que se sentia em casa no teatro onde emendou O Fantasma da Ópera, Miss Saigon, A Bela e a Fera e Cats.

Continua após a publicidade
A dupla no ano passado, como Elphaba e Glinda em Wicked Ricardo D'angelo

O episódio acabou sendo uma previsão do sucesso que viria pela frente e de uma nova amizade. Até os testes de Wicked, Fabi e Myra se conheciam “superficialmente”, por meio de amigos comuns. A cumplicidade, porém, firmou-se durante as primeiras semanas em cartaz.

“Eu estava muito insegura e a Myra foi a única pessoa com quem dividi a minha crise”, diz a intérprete de Glinda.  A Elphaba dos palcos, por sua vez, transferiu a tensão para as barras de chocolate e estreou com 4 quilos acima do peso. “Também tomei muito remédio para fugir dos resfriados, e me sinto um pouco heroína por ter vencido”, afirma.

Ambas moram em São Paulo. Fabi vive com o produtor musical Rique Azevedo, e Myra divide o teto com o maestro Paulo Nogueira, que ela conheceu nos bastidores do teatro e é o diretor musical de Desafiando a Amizade. Em março, as inseparáveis atrizes curtiram férias em Nova York. Circularam pela Broadway, aplaudiram novos espetáculos e, como estrelas, foram flagradas por brasileiros no aeroporto, dentro do avião e até na Times Square.

O show atual deve viajar por outras capitais. Será uma forma de contentar o público que não viu Wicked e uma desculpa para os tietes paulistanos organizarem caravanas pelo Brasil afora.

Continua após a publicidade

Na vida real 

FABI BANG

Nome completo: Fabiane Filgueiras Rendtler Bang
Nascimento: Rio de Janeiro, 4/10/1984
Principais trabalhos: A Bela e a Fera, Kiss Me, Kate — O Beijo da Megera, Wicked e a novela Rock Story
Seguidores nas redes sociais: 26 000 (Instagram) e 7 400 (Facebook)

MYRA RUIZ

Nome completo: Myra Ruiz Canzian
Nascimento: São Paulo, 19/1/1993
Principais trabalhos: Mamma Mia!, Nine, Um Musical Felliniano, Wicked e Rent
Seguidores nas redes sociais: 26 000 (Instagram) e 8 700 (Facebook)

Publicidade