Clique e assine por apenas 6,90/mês

Exposição exibe documentos raros da imigração libanesa

Fotografias, cartas e documentos mostram a história da colônia na Biblioteca e Centro de Pesquisa América do Sul-Países Árabes

Por Mauricio Xavier [Colaborou Jussara Soares] - Atualizado em 5 Dec 2016, 14h51 - Publicado em 11 Apr 2014, 15h42

Os primeiros imigrantes árabes chegaram a São Paulo no fim do século XIX. Boa parte dos pioneiros se fixou na região da 25 de Março. “Algumas décadas depois, o local já se parecia com um pedaço do Oriente Médio”, afirma Paulo Daniel Farah, diretor da Biblioteca e Centro de Pesquisa América do Sul-Países Árabes (Bibliaspa). A entidade promove até o dia 31 uma exposição com fotografias, cartas e documentos a respeito da história da colônia (Rua Baronesa de Itu, 639, Santa Cecília, ☎ 99609-3188).

 

Segundo estimativa da Bibliaspa, atualmente vivem na Grande São Paulo cerca de 3,5 milhões de árabes e descendentes, dos quais 80% residem na capital. Um dos marcos da presença da colônia por aqui foi a fundação do Club Homs, em 1920, no centro. Três anos depois, ele se mudou para a Avenida Paulista, endereço até hoje da sede.

Publicidade