Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Escolha pela não-violência, com Daniel e Julio Hey

Os irmãos à frente do documentário 'Samadhi Road' falam de paz e vida interior: "Exercer o ódio é facílimo. Para exercer a compaixão, é preciso mais força"

Por Helena Galante Atualizado em 3 jan 2021, 23h00 - Publicado em 4 jan 2021, 00h10

“Exercer o ódio é facílimo. Para exercer a compaixão, o perdão, o amor, é preciso muito mais força. É preciso domar a mente e enxergar com sabedoria o teu eu no outro.” A afirmação cheia de poder, e ao mesmo tempo de ternura, é de DanielJulio Hey, os Irmãos Ahimsa. Convidados de Helena Galante para o episódio #82 do podcast Jornada da Calma, os irmãos compartilham como foi o processo de produção do documentário Samadhi Road, que será lançado neste ano. O longa-metragem entrevista o saxofonista Sonny Rollins, o professor de budismo e discípulo próximo de Dalai Lama Robert Thurman, o mestre espiritual Mooji, a filósofa Agnes Heller e o músico Gilberto Gil, entre outros grandes nomes, sobre o caminho para a conexão.

“A gente teve muito claro que a nossa intenção ao encontrar as pessoas não era explorar a carreira, os feitos pessoais, as conquistas. A gente queria evocar delas a vida interior, a forma como elas se relacionam com a própria mente”, explica Daniel. “Esse projeto começou com uma fé possivelmente até ingênua na oralidade, no poder da transmissão do saber pela fala”, completa o irmão. No intuito de promover uma cultura de não-violência e de autoconhecimento, eles descobriram no silêncio interior o combustível para a presença. “Espiritualidade não é um estereótipo sobre ser bonzinho e fingir estar sempre feliz. É sobre ser muito forte.”

Publicidade