Clique e assine por apenas 6,90/mês

“Não há mais espaço para amadores”, diz gerente do Palmeiras

Gestores dão dicas do que é preciso para atuar na administração esportiva

Por Silas Colombo - Atualizado em 5 Dec 2016, 16h01 - Publicado em 10 May 2013, 18h24

Estar à frente das decisões de uma equipe, independente da modalidade, exige uma série de requisitos imprescindíveis para realizar um bom trabalho. Os responsáveis por clubes da cidade dão suas recomendações.

+ Cursos de gestão esportiva se espalham pela cidade

Gerente de Esportes do Club Athletico Paulistano, Charles Eide Júnior.

– Ter conhecimentos específicos sobre a modalidade que quer atuar, o que inclui uma boa dose de paixão;

– Ser um líder motivador para a equipe, além de ter rapidez na reflexão para tomar decisões;

– Ter a visão estratégica para entender o que o clube necessita e assim identificar as oportunidades;

Conselho: “Para a gestão de clubes é necessário entender que a instituição é social. Saber o que seus associados desejam e o papel do gestor dentro de um contexto onde o futebol não é o esporte principal.”

Diretor Executivo da Sociedade Esportiva Palmeiras, José Carlos Brunoro.

– Ser atualizado com o mercado de gestão;

– Saber lidar com a emoção e não ser mutável com a opinião alheia;

– Estar academicamente preparado para lidar com todos os tipos de contato que o cargo exige: Mídia, patrocinadores e atletas;

Conselho: “Ainda vejo gestores se perderem na resolução de conflitos do dia a dia. Precisamos ter uma visão estratégia para o futuro e só assim é possível nortear o trabalho.”

Publicidade