Clique e assine por apenas 6,90/mês

Ex-MasterChef, Dario e equipe denunciam cliente por injúria racial em Santos

"Foi uma situação absurda", revelou o chef ao relembrar o caso em publicações no Instagram

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 31 Jan 2020, 15h33 - Publicado em 31 Jan 2020, 12h27

Ex-MasterChef Profissionais e dono do restaurante Madê Cozinha Autoral, o chef Dario Costa usou seu perfil no Instagram para revelar que ele e seus funcionários registraram um boletim de ocorrência contra um cliente que proferiu injúrias raciais durante o atendimento no estabelecimento em Santos, no litoral sul de São Paulo. O caso aconteceu na noite de terça-feira, dia 28 de janeiro, por volta das 20h.

“Por aviso dos meus advogados, eu esperei a gente fazer o boletim de ocorrência para eu poder divulgar essa situação, mas isso não pode ficar assim. Por respeito a minha equipe, eu tenho que me pronunciar e falar sobre esse assunto”, disse o chef no Instagram nesta quinta-feira (30). Em entrevista à VEJA SÃO PAULO, o cozinheiro informou que o registro foi feito na quarta (29), pela manhã, no 7º D.P. de Santos.

De acordo com Dario Costa, um senhor que atende pelo nome de “José” chegou ao restaurante no começo da noite acompanhado da mulher e do neto, uma criança de aproximadamente 10, 11 anos de idade. “Desde o início do atendimento ele foi completamente grosso. Começou dizendo que não queria ser atendido por mulheres. Posterior a isso ele começou a promover diversos insultos racistas contra a galera da equipe, contra os atendentes, chamando de ‘pretinho’, ‘preto sujo’, ‘negrinho'”, disse o chef no Instagram. “A situação foi ficando bem constrangedora e clientes de outras mesas começaram a se sentir ofendidos“.

Não foi registrada nenhum tipo de agressão, e o senhor José deixou o restaurante após ser confrontado por um dos outros clientes do Madê Cozinha Autoral. Após sair do estabelecimento, ele teria gritado “na rua que era todo mundo preto, que eram pretinhos e que ele estava pagando, então ele que mandava. Ele era um cliente, então ele tinha razão”. “Sinistro, situação bizarra“, relembrou Dario.

Continua após a publicidade

Após sair do restaurante, o senhor José teria ligado para o estabelecimento por uma hora, sem parar: “Ligando, segurando a linha do restaurante para única e exclusivamente xingar a gente de ‘preto’, de ‘negrinho’, que eu era um idiota porque só tinha negro na minha equipe. Foi uma situação absurda“. Dário afirmou para a reportagem que avisou o homem de que ele falaria sobre o caso nas redes sociais.

“Queria deixar o meu recado aqui para o senhor José que não vai ficar assim. Ele vai sofrer as consequências por isso, a gente já fez o boletim de ocorrência, nós vamos processar o senhor José”, garantiu o chef, que explicou o seu advogado representará os três colaboradores do restaurante que foram insultados verbalmente. Ainda segundo Dário, o senhor já havia proferido discursos racistas em outros estabelecimentos da cidade. “Com certeza ele é a pessoa mais escrota que eu já conheci na minha vida“.

No Instagram, Dario também compartilhou uma foto com sua equipe do Madê Cozinha Autoral: “Nossa equipe é formada por negros, brancos, japoneses, mestiços, gays e héteros e toda essa mistura linda que o nosso país criou. Nós não compactuamos com absolutamente nenhum ato de racismo e situações bizarras e absurdas como o ocorrido aqui na noite da terça-feira passada, protagonizada pelo monstro que se chama José, são inadmissíveis e não passaram despercebidas. Se você tem qualquer traço de intolerância à diferenças de gênero ou cor de pele nos seus pensamentos mais ocultos, você não é bem-vindo aqui. Não dá mais para aceitar isso, chega!”. Confira:

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

Nossa equipe é formada por negros, brancos, japoneses, mestiços, gays e héteros e toda essa mistura linda que o nosso país criou. Nós não compactuamos com absolutamente nenhum ato de racismo e situações bizarras e absurdas como o ocorrido aqui na noite da terça-feira passada protagonizada pelo monstro que se chama José são inadmissíveis e não passaram despercebidas. Se você tem qualquer traço de intolerância à diferenças de gênero ou cor de pele nos seus pensamentos mais ocultos, você não é bem vindo aqui. Não dá mais p aceitar isso, chega!! #naoaoracismo #fogonosracistas

A post shared by Dário Costa (@dario_costa) on

Publicidade