Clique e assine por apenas 6,90/mês

Casamento on-line tem até alianças de fita crepe

Irmã da noiva organizou surpresa para animar a data em que aconteceria a celebração adiada pela quarentena

Por Gabrielli Menezes - Atualizado em 12 abr 2020, 19h16 - Publicado em 12 abr 2020, 18h56

Assim como muitos noivos paulistanos, a arquiteta Júlia Cabrera e o publicitário Artur Dragone tiveram que remarcar a data do seu casamento em decorrência da pandemia de coronavírus. Há um mês, a cerimônia oficial passou do dia 11 de abril para fevereiro de 2021. A primeira data, no entanto, não passou em branco: rolou até troca de alianças de fita crepe.

Estávamos em casa, meio quietos e tristes. Era uma data muito especial, fizemos os convites a mão. Foi quando ouvi a campainha tocar. Abri a porta e tinha uma caixa com bolo e bexigas“, conta Júlia. Dentro da caixa, havia um vestido branco, uma camisa e um bilhete. “No recado estava escrito que era para acessarmos um link do Google Meetings e irmos para a varanda“.

Noivos acenam da sacada: comemoração à distância Arquivo pessoal/Veja SP

Quando o casal chegou na sacada, começou a tocar uma marcha nupcial. Ao olharem para baixo, Júlia e Dragone avistaram a mãe e a irmã da noiva de vestido longos. “Sabia que era uma ideia da minha irmã. Ela adora essas coisas. Somos gêmeas e muito ligadas“, diz.

Assine a Vejinha por 14,90 mensais.

 

As alianças de verdade estão guardadas e ainda precisarão ter a data cravada na joia alterada. Por isso, o noivo, que também foi pego de surpresa, improvisou na hora uma versão feita de fita crepe.

A irmã, Helena Cabrera, conta que pediu autorização para o síndico e o gestor do prédio para que ela e a mãe pudessem entrar e ficar na área comum do condomínio. “Acrescentei alguns amigos e familiares ao grupo de WhatsApp de padrinhos e madrinhas e pedi para que circulassem o link da live. Eu e a Júlia compartilhamos todas as nossas alegrias e frustrações“, explica a organizadora.

Na conferência, haviam cerca de 45 convidados conectados. “Nossos amigos e familiares estavam vestidos de roupa social e fizeram alguns depoimentos. Todo mundo chorou. Foi muito fofo“, confessa Júlia.

Confira, em vídeo, o momento do “sim”:

Assine a Vejinha por 14,90 mensais.

Continua após a publicidade
Publicidade