Clique e assine por apenas 6,90/mês

Roteiro de comidinhas na região do Bom Retiro

Conheça oito endereços que oferecem bons pratos e quitutes e saiba onde matar a fome na região

Por Redação VEJA SÃO PAULO - Atualizado em 27 Dec 2016, 15h27 - Publicado em 7 Jun 2013, 19h12

Morada de imigrantes de diversos países, o Bom Retiro é um bairro multicultural também no quesito comida. Estão ali a Casa Búlgara, cuja especialidade é uma rosquinha de massa folhada, o Arais do Carlinhos, que prepara lanches de sotaque armeno, e o café Fresh Cake Factory, point dos coreanos.

Saiba onde encontrar essas e outras delicias no pedaço:

+ Blog Delícia de Conta: você já ouviu falar em bureka?

+ Guia de sobrevivência na Rua José Paulino

1/8
Grande perda para a gastronomia paulistana: o proprietário Thrassyvoulos Georgios Petrakis, o Seu Trasso, morreu em julho. ( / Acrópolis)
3/8
Na padaria da coreana Serafina Ahn, no Bom Retiro, os quitutes de inspiração oriental são as estrelas. Adaptado ao paladar dos brasileiros, o pão de café vem recheado de requeijão. Mais tradicional, o bolinho frito à base de arroz é preenchido por feijão-azuqui. Guloseimas mais comuns por aqui, caso do bolo folhado de chantili e […] ( / Bellapan)
5/8
Num salão sem requinte, oferece pratos como mussaká, vareniques de costela de boi ao molho de cogumelos e quibe assado ao molho de iogurte ou gergelim. ( / Adi Shoshi Delishop)
6/8
Os pais do iugoslavo David Ben Avram, atual proprietário, começaram esta simples doceria há mais de três décadas. Das guloseimas expostas na vitrine, fique com o folhado de maçã e a boa tortinha de damasco. O quitute que dá nome à casa, porém, não leva açúcar em sua composição. Tratase de um salgado tradicional do […] ( / Doceria Burikita)
Publicidade