Clique e assine por apenas 6,90/mês

Feira dos Campeões atraiu mais de 13 000 pessoas em três dias de evento

Em novo endereço, o evento reuniu, um grande público atrás de muita comida e bebida boa

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 5 Apr 2019, 15h13 - Publicado em 5 Apr 2019, 06h00

A cidade teve um fim de semana dos mais saborosos. A Feira dos Campeões, que ocorreu entre 29 e 31 de março, foi um grande sucesso. Em novo endereço, o Arca, um galpão de 9 000 metros quadrados na Vila Leopoldina, o evento conseguiu acolher bem as mais de 13 000 pessoas que passaram pelo local atrás dos ótimos pratos, doces, sanduíches, salgados e drinques que custaram de 7,50 a 35 reais. Em três dias — ou trinta horas — de festival, foram consumidos mais de 68 000 itens, entre comes e bebes.

Espaço de convivência: onde o público curtiu música ao vivo Romero Cruz/Veja SP

Com o auxílio de um mapa-cardápio, os frequentadores definiam o que iam comprar nos 24 estandes de restaurantes, bares e endereços de comidinhas estrelados pelo COMER & BEBER — a maioria foi premiada pela publicação — e desfrutavam sua escolha em mesas ou bancadas do galpão ou da área ao ar livre, onde funcionava o Boulevard da Carne. Nesse espaço, as churrascarias Rubaiyat e NB Steak serviam apetitosos cortes, que estiveram entre os pratos mais procurados — a tática de dar uma provinha do churrasco ajudou a alavancar as vendas. A Z Deli Sandwiches, outro sucesso de público, também ficava nesse pedaço.

O aligot do D.O.M, do chef Alex Atala: sucesso de vendas Romero Cruz/Veja SP

O campeão de faturamento foi o D.O.M., do chef Alex Atala. Era raro não observar filas de gente a salivar em frente ao estande — os funcionários, mexendo o aligot, purê de batata e queijos, aguçavam o paladar do pessoal. O restaurante foi seguido de pertinho pelo Fasano, que também atraiu multidões com delícias como o tortelli de vitela com creme de parmesão ao molho rôti e o tiramisu. Sempre que saía uma nova fornada de empanadas, o público corria para o estande do La Guapa, da chef Paola Carosella. Não foi menos intenso o movimento na sorveteria Frida & Mina e na doceria Confeitaria Dama entre a hora do almoço e a do jantar. Os que preferiam mais conforto podiam pedir nas mesas a garçons, em uma ação do iFood.

Chef Jacquin serve fãs no jantar Romero Cruz/Veja SP

Para dar conta da demanda do público cheio de apetite, o Bar do Luiz Fernandes teve de produzir mais bolinhos na própria cozinha do evento — normalmente, são feitos no bar, que fica no Mandaqui. O estande do francês Chef Rouge fechou antes da hora no domingo (31) porque havia vendido tudo. “Ganhamos muitos elogios e novos clientes”, celebrou Renata Vanzetto, que levou uma filial de seu Matilda Lanches para lá. “Já pode me chamar para o ano que vem!”, comemorou o bartender Márcio Silva, do Guilhotina.

Continua após a publicidade
Luiz Filipe Souza e Paulo Shin: chefs premiados cozinharam juntos um menu ítalo-coreano Romero Cruz/Veja SP

Projetado pelo designer Gustavo Jansen, um restaurante envidraçado com um belo painel e luminárias feitas com peças de artesanato afro – brasileiro foi cenário de refeições exclusivas para convidados e comensais que haviam comprado os ingressos de 400 reais. Cozinharam ali chefs tarimbados como Helena Rizzo, do Maní, Paulo Shin, do Komah, e Luiz Filipe Souza, do Evvai.

Equipe do Fasano e Arnaldo Lorençato (no centro), editor sênior de VEJA SÃO PAULO Romero Cruz/Veja SP

No domingo, normalmente dia de folga do Fasano, Luca Gozzani preparou no espaço um almoço memorável com a presença do restaurateur Rogério Fasano, do sommelier Manoel Beato e do maître Almir Paiva. Iniciando a série na sexta, em um concorridíssimo jantar, Erick Jacquin aproveitou para anunciar, em primeira mão, que abrirá um restaurante nos Jardins, o Président.

Reprodução da bancada do programa Masterchef Brasil: sucesso de fotos Romero Cruz/Veja SP

Atrativo fotográfico da feira, um painel que reproduzia a cozinha do programa MasterChef Brasil era disputado por todos, em especial por quem gosta de postar imagens nas redes sociais. Ex-participantes do reality, entre eles Leo Young e Cecilia Padilha, prestigiaram a feira. Outros nomes também apareceram no Arca, caso dos atores Bruna Lombardi, Carlos Alberto Riccelli e Thiago Adorno, da apresentadora Regina Volpato e dos chefs televisivos Carlos Bertolazzi, do Fábrica de Casamentos, e Emmanuel Bassoleil, este do Top Chef Brasil, que acaba de estrear.

A chef Helena Rizzo preparou um dos menus exclusivos Flavio Moret/Veja SP

Programa para todos os públicos, a Feira dos Campeões recebeu famílias com crianças, idosos, grupos de amigos e casais de diferentes idades. Os frequentadores contavam ainda com estandes especiais, como o da loja e do espaço kids da Cacau Show e a feirinha de orgânicos da Cooperapas, que produz hortaliças em Parelheiros. Os espaços de bartenders badalados da capital e os bares da loja Cave dos Vinhos, do gim Tanqueray e da cervejaria Trilha matavam a sede do público.

Continua após a publicidade

O pessoal pôde também assistir a animados workshops. O especialista Marcelo Copello falou, no sábado, sobre vinho e cinema. No dia seguinte, aprendia-se a fazer drinques com cafés da marca TRES. Para animar, um palco, com a curadoria da casa de shows nova-iorquina Blue Note, que ganhou uma filial paulistana, embalou os três dias com canções de jazz ao vivo. Foi um fim de semana para todos os apetites!

Confira quem prestigiou o evento:

Carlos Bertolazzi, chef e apresentador Romero Cruz/Veja SP
Bruna Lombardi e Carlos Alberto Riccelli Romero Cruz/Veja SP

 

Continua após a publicidade
A designer Daniela Cutait e o chef Emmanuel Bassoleil Romero Cruz/Veja SP

 

Continua após a publicidade
Thiago Adorno e Regina Volpato Romero Cruz/Veja SP
Leo Young, vencedor de uma das edições do Masterchef Romero Cruz/Veja SP

Publicado em VEJA SÃO PAULO de 10 de abril de 2019, edição nº 2629.

Publicidade