Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Onde encontrar ótimos queijos feitos em São Paulo

Lojas da capital oferecem laticínios de qualidade produzidos no interior do Estado

Por Helena Galante Atualizado em 20 jan 2022, 10h24 - Publicado em 21 mar 2014, 18h53

Parece Minas Gerais. Ao sair da Rodovia Fernão Dias e seguir por um desvio de chão batido chamado Estrada da Terra Preta, as plaquinhas improvisadas de madeira com a indicação “vende-se queijo” começam a surgir.

 

A associação direta com Minas ocorre pela fama (inegável, uai!) do Serra da Canastra e do Serra do Salitre, entre outros exemplares tradicionais provenientes daquele estado. Mas não se engane. A saída do quilômetro 3 dessa rodovia termina bem no interior de São Paulo, em Joanópolis, onde fica o Capril do Bosque — um dos melhores produtores de queijo de cabra do Brasil.

 

Longe de ser bairrismo, o reconhecimento da qualidade é fruto de anos de um trabalho de pesquisa na fazenda. À frente da propriedade, Heloisa Collins começou a atividade de criação de animais quase duas décadas atrás, com apenas um casal de matrizes. Com o leite de sabor intenso, deu início à produção seguindo o protocolo de livros europeus. “No Brasil, não existia a tradição de elaborar queijos finos”, conta dona Helô, enquanto caminha pelo pasto e faz carinho em alguns dos sessenta dóceis bichos (só 25 dão leite a cada temporada).

Após a aposentadoria da carreira acadêmica na PUC-SP, há quatro anos, a ex-professora de inglês e linguística investiu para transformar o hobby em negócio. Ela criou uma linha de sete produtos, inicialmente registrados numa licença municipal e, desde abril do ano passado, aptos a ser comercializados em todo o estado. Aqui na capital, restaurantes italianos conceituados, como o Attimo, na Vila Nova Conceição, a Casa Europa, no Jardim Paulistano, e o Piselli, no Jardim Paulista, incorporaram ao menu seus tipos azuis e os de mofo branco, como o camembert.

00CX4492
00CX4492

Desde o fim do mês passado, os paulistanos contam também com uma loja onde é possível encontrar os produtos do Capril do Bosque, entre outras variedades nacionais. Nascido como site para encomendas, o Mestre Queijeiro abriu as portas num salão de 70 metros quadrados, em Pinheiros. O sócio Bruno Cabral, especialista no assunto formado em Barcelona, na Espanha, selecionou trinta variedades para a mercearia. “Em escala comercial, somos os únicos a ter uma câmara aparente de maturação com temperatura e umidade controladas”, explica.

00CX4435
00CX4435
Continua após a publicidade

É lá que ele deixa cada peça descansar até atingir o ponto ideal para o consumo. Há ainda nas prateleiras geleias, cachaças e pimentas caipiras, e um espaço para degustações guiadas, nas quais Cabral ensina como avaliar a cremosidade, a aparência da casca e a quantidadede sal dos laticínios.

No bairro vizinho da Vila Madalena, outro endereço do gênero, A Queijaria, vem apostando nos paulistas. “Atualmente, três dos queijos mais vendidos são daqui, feitos com leite de cabra, de búfala e de vaca”, diz o proprietário Fernando Oliveira. “Por não terem a tradição dos mineiros, os produtores podem inovar mais, além de contar com mais facilidade de escoamento e acesso a investimento em São Paulo.”

00CX5108
00CX5108

Um exemplo disso é a Fazenda Santa Luzia, em Itapetininga, que era especializada em variedades frescas, mas começou a preparar curados de leite cru especialmente para A Queijaria. Completa o circuito do comércio especializado a La Bufalina, instalada em Higienópolis e Moema, que oferece mussarela de búfala feita em Guaratinguetá (SP).

LABUFALINA012
LABUFALINA012

Recentemente, empresas maiores como Pão de Açúcar, St Marche, Empório Santa Maria e Casa Santa Luzia também incluíram queijos paulistas nos catálogos. É coar um cafezinho e aproveitar cada fatia.

Confira o preço de alguns queijos:

 

  • La Bufalina:  A mussarela de búfala de Guaratinguetá sai por 48 reais o quilo.
  • Mestre Queijeiro: De mofo branco, o chamado pirâmide tem sabor suave e levemente picante (190 reais o quilo).
  • A Queijaria:  Trazido de Itapetininga, o pioneiro leva leite de vaca cru (100 reais o quilo).

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)