Imagem Blog

Terraço Paulistano Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.
Continua após publicidade

Pato da Paulista vira personagem de livro nos moldes de Jogos Vorazes

Romance distópico é inspirado no cenário político de Trump e Bolsonaro e concorre a prêmio de literatura

Por Humberto Abdo
Atualizado em 15 set 2021, 18h37 - Publicado em 15 set 2021, 18h37

Uma distopia inspirada no pato inflável dos protestos na Avenida Paulista estreia em formato e-book nesta quarta (14). Inspirado em fatos e personagens da história recente do Brasil, O Pato – Uma Distopia à Brasileira é o primeiro romance do jornalista paulistano Gabriel Fabri e concorre ao 6º Prêmio Kindle de Literatura.

“O livro nasceu da minha vontade absurda de furar o Pato da Paulista, lá em 2015”, conta. “Como eu não podia literalmente furá-lo, comecei a desenvolver essa história, que ganhou novos contornos com a ascensão de Bolsonaro.”

Na trama, tudo começa com uma multidão erguendo um pato amarelo e gigante nas ruas. Com os políticos em total descrédito, apenas um ser inanimado poderia substituir os governantes de carne e osso — assim surge a protagonista, a jovem Alice, que enfrenta seu complexo de “patinho feio” enquanto equilibra as responsabilidades de “cidadã de bem” na fictícia Patown, capital da Patolândia. Tudo muda quando ela passa a questionar os dogmas e a rotina dentro dos muros da cidade – uma referência aos muros de Donald Trump.

Além de se inspirar livremente em figuras e acontecimentos da política nacional, o livro absorve referências da cultura pop, como o filme Meninas Malvadas e as distopias Jogos Vorazes e O Conto da Aia.

“Trazer uma pegada pop para o livro foi importante para dar um verniz de alienação à história: a protagonista vive sob um governo totalitário, uma ditadura religiosa, mas acredita que vive no país das maravilhas”, explica o autor. “Ela vive dentro de uma bolha, simbolizada pelos muros que separam Patown de seus arredores.”

Continua após a publicidade

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

https://youtu.be/FbWHvSYQ6rk

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.