Imagem Blog

Terraço Paulistano Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.
Continua após publicidade

Ex-mulher de José Marcelo, amigo de Doria, ainda luta por divisão de bens

Em processo de divórcio que já dura sete anos, Regina Braga conta detalhes sobre o casamento e episódio em que ficou presa na mansão de Campos do Jordão

Por Humberto Abdo
28 Maio 2021, 06h00

Em processo de divórcio há sete anos, a astróloga Regina Braga ainda luta na Justiça pela divisão de bens com José Marcelo Braga Nascimento, com quem tem dois filhos. Amigo do governador João Doria, o advogado ficou famoso por ter espalhado bandeiras do Brasil na cidade em 2017.

“Ele arrumou uma pessoa quarenta anos mais jovem e foi fazer outra família. Por mais de três anos chorei compulsivamente todas as noites”, relembra Regina. “Precisei brigar para ter pensão, ele escapava do oficial de Justiça. Para assinar o documento, tivemos de pegá-lo voltando de uma viagem de Nova York com o Doria.”

Segundo ela, boa parte da carreira e da fortuna do ex-marido foi construída com seu apoio, mas a morosidade na partilha dos bens não o impediu de vender os apartamentos comprados em Miami durante o casamento — além de proibi-la de frequentar a cobertura na Riviera de São Lourenço e sua mansão em Campos do Jordão, mobiliada com peças garimpadas durante viagens do casal pelo interior da França e da Alemanha.

“Por ordem da juíza, fomos fazer um levantamento de tudo o que tem lá. No dia seguinte, quando íamos embora, a casa estava trancada e precisei chamar a polícia para poder sair.”

Em nota, o ex-marido afirma que a questão não possui interesse público. “Lamento que a outra parte tenha se utilizado da imprensa para a propagação de mentiras.” Após o contato da Vejinha, a advogada Regina Manssur, responsável pela defesa da astróloga, disse ter recebido uma ação de José Marcelo por crime de calúnia. “Ele fica pressionando porque se acha muito poderoso, estou morrendo de medo!”, ironiza.

Continua após a publicidade

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 2 de junho de 2021, edição nº 2740.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.