Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Humberto Abdo (Maria Carolina Matheus da Silva) Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Dono da Marabraz faz ação pró-Bolsonaro com funcionários

Nasser Fares, um dos presidentes da rede, distribuiu camisetas, perguntou votos de seus empregados e gritou slogans da campanha do capitão

Por Ana Carolina Soares Atualizado em 5 out 2018, 12h46 - Publicado em 5 out 2018, 12h45

Uma reunião de vendedores e fornecedores na sede da Marabraz, uma das maiores redes de móveis do país, se tornou uma espécie de comício pró-candidatura de Jair Bolsonaro à Presidência. O evento teria ocorrido na quinta (4), em Cajamar, na região metropolitana.

Cerca de 130 funcionários vestiam camisetas verde-amarelas com a frase “vamos nessa, Brasil, Marabraz”. À frente da turma, Nasser Fares, um dos presidentes da empresa e filho do fundador Abdul Mohamed Fares (1930-1978), gravou um vídeo e quis saber o voto de seus empregados.

Nessa “enquete” promovida pelo atual patriarca, um empregado ergueu a mão, afirmando a escolha por Ciro Gomes, dois por Fernando Haddad e oito disseram que irão anular o voto. Os demais candidatos não “pontuaram” lá em Cajamar.

O episódio ocorreu na mesma semana em que Luciano Hang, outro empresário varejista, dono da Havan, mobilizou funcionários para votar em Bolsonaro.

Por último, Fares pergunta: “E quem vai votar no Jair Bolsonaro 17?” Como uma coreografia, a maioria levanta os braços e grita alguns slogans, como “mito”. O vídeo tem circulado por grupos de WhatsApp.

No final da gravação, aparece a seguinte mensagem: “Toda a família Marabraz composta por 3 000 colaboradores direto (sic), todos os fornecedores da Marabraz e mais de 10 000 fábricas de todo o Brasil estão apoiando e empenhados na busca da vitória do homem mais comprometido pelo Brasil e Brasileiros.”

Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa da Marabraz afirma que o vídeo é verídico, mas desconhece a arte aplicada no material, com propaganda do Major Olímpio, candidato ao Senado, que também recebe apoio público do Fares.

Continua após a publicidade

A seguir, o vídeo na íntegra e a transcrição:

O discurso de Nasser Fares:

“Estamos aqui em um evento da família Marabraz, estamos aqui com alguns gerentes de loja, fornecedores. Estou mandando esse recado aos grupos de empreendedores do Brasil, eu faço parte desse grupo aí. Obrigado, meu amigo e senador Cidinho, tenho certeza absoluta de que você está com a gente.

Mas estou aqui com a equipe de venda da Marabraz, com todos os gerentes, são 130 gerentes, temos 130 lojas em São Paulo. E estou aqui perguntando para a equipe de vendas e alguns fornecedores também, em quem eles vão votar no domingo. Quem vai votar no Alckmin levanta a mão (ninguém levanta). Quem vai votar no Ciro Gomes levanta a mão. Uma pessoa levantou a mão ali. Quem vai votar no Haddad levanta a mão. Dois levantou (sic) a mão. Quem vai votar na Marina levanta a mão (ninguém se manifesta). Quem vai votar no Álvaro Dias levanta a mão (ninguém). No Geraldo Alckmin levanta a mão (ninguém). Quem vai votar em brancos e nulos levanta a mão (Fares conta oito). Quem vai votar no Cabo Daciolo levanta a mão (Ninguém). Quem vai votar no Amoedo levanta a mão (ninguém). Quem vai votar no Henrique Meirelles levanta a mão (ninguém).

Bom, pelo visto, senhores e senhoras, só resta a última pergunta. Quem vai votar no Jair Bolsonaro 17 levanta a mão (a maioria levanta e grita “mito”). E Major Olímpio 177 (todos repetem o nome e o número do candidato ao senado). Vamos vencer no primeiro turno? A Marabraz está com o (e a turma grita): Bolsonaro.

Parabéns a todos vocês. Tenho certeza de que a vitória será e vai acontecer neste domingo, com fé em Deus. Deus acima de todos e o Brasil está com Deus e Deus está com o Brasil também. É isso aí, gente.”

Continua após a publicidade

Publicidade