Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Humberto Abdo (Maria Carolina Matheus da Silva) Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Avril Lavigne cobra 800 reais para encontrar fãs sem direito a abraço

Em sua terceira visita a São Paulo, a canadense Avril Lavigne tentou se mostrar simpática. “Os brasileiros são os fãs mais devotados do mundo”, disse a VEJA SÃO PAULO. Não pareceu ter sido, porém, um elogio. Quando esteve na terça (29) no show room da grife John John, que a contratou para o lançamento de […]

Por Ricky Hiraoka Atualizado em 26 fev 2017, 22h05 - Publicado em 2 Maio 2014, 00h58
Para lá de complicada (foto: Luciana Prezia)

Para lá de complicada (foto: Luciana Prezia)

Em sua terceira visita a São Paulo, a canadense Avril Lavigne tentou se mostrar simpática. “Os brasileiros são os fãs mais devotados do mundo”, disse a VEJA SÃO PAULO. Não pareceu ter sido, porém, um elogio. Quando esteve na terça (29) no show room da grife John John, que a contratou para o lançamento de uma linha de roupas, a autora de hits como Complicated tirou fotos com a condição de que não fosse tocada. Uma garotinha tentou pôr a mão em torno de sua cintura na hora do clique e foi repreendida por um dos guarda-costas. A equipe de seguranças que a acompanhava, aliás, vistoriou exaustivamente os ambientes e refez mais de uma vez o trajeto que ela percorreria. A simpatia só apareceu diante das câmeras de TV. Para a turma do Pânico, até dançou Beijinho no Ombro com os repórteres Amanda Ramalho e Matheus Mazzafera. No fim da jornada, saiu do local com doze sacolas lotadas de peças e seguiu para o encontro com fãs que desembolsaram cerca de 800 reais para tirar uma foto. Nem pagando, porém, tiveram direito a abraçá-la. Mais tarde, em uma festa em sua homenagem no restaurante Chez Oscar, ficou o tempo todo inacessível em um cercadinho.

Publicidade