Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
O Sexo e A Cidade Por Blog Histórias, novidades e estratégias dos empresários do mercado erótico em São Paulo

Onze melhores apps para descolar qualquer tipo de relacionamento

Busca um casamento ou noites fugazes? Descubra o aplicativo de paquera ideal para você

Por Ana Carolina Soares Atualizado em 17 ago 2017, 14h52 - Publicado em 16 ago 2017, 20h42

Quer experimentar a paquera virtual? Saiba que o Tinder não é o único endereço. Aliás, existem quase cinquenta aplicativos diferentes de paquera no mercado e para todo tipo de público: quem sonha com um namoro sério, os que desejam uma boa noite e nada mais, pais e mães que precisam conciliar romance com filhos, o pessoal da terceira idade, evangélicos, homossexuais… Tem até para quem está atrás de amantes. Conheça os endereços mais eficientes do mercado:

Tinder

Divulgação/Veja SP

Sem dúvida, é o mais popular e democrático. Os executivos não revelam números, mas estima-se que tenha quase cinco milhões de usuários na cidade. Está todo mundo lá: seus vizinhos, o pessoal da faxina, presidentes de grandes empresas… O usuário coloca algumas fotos, alguns dados básicos (como nome de usuário, idade e uma descrição) e pronto. Jogue a fotinho do pretendente para a esquerda se não agradou e para a direita, se curtiu. Se o outro curtir também, rola um match e vocês podem conversar no chat. Tem algumas funções a mais pagas mensalmente por 10 dólares (cerca de 31 reais). Com o preço, é possível turbinar a paquera, como buscar pares em outros países e dar superlikes (espécie de “cutucão virtual”, para chamar atenção da outra pessoa).

Happn

Divulgação/Veja SP

É o principal concorrente do Tinder. Funciona com um sistema de geolocalização e encontra pessoas interessantes que cruzaram seu caminho. O cadastro é rápido. É possível entrar com o nome de usuário e a senha do Facebook. O aplicativo passa a ter acesso aos dados da página, como gostos, nome, idade e profissão. Para montar o perfil, podem-se usar até nove fotos que estejam na rede social ou outras da sua biblioteca de imagens, e também inserir um slogan, ou melhor, uma frase. Em seguida, são escolhidas as preferências, que são: homem ou mulher (ou ambos) e idade. Como o Tinder, dar um like é uma ação secreta. E se o like for mútuo, o encontro vira um “crush” e é possível trocar mensagens. Tem o “charme”(o “cutucão virtual”), mas é um recurso pago e os pacotes mensais custam entre 2 dólares (7 reais) e 37 dólares (quase 130 reais).

ParPerfeito

Divulgação/Veja SP

É conhecido como o maior site de relacionamento sério do Brasil e pertence ao Match Group LatAm (mesmo do Tinder).  Só no Brasil, conta com mais de 30 milhões de usuários, a maioria em busca de um relacionamento sério. O cadastro é gratuito, mas para ler e trocar mensagens, é preciso assinar planos entre 45 e 132 reais por mês. Segundo pesquisa deles, mais de 2 000 pessoas deixam o site todo mês porque encontraram um novo parceiro. O ParPerfeito também tem app e está disponível para usuários dos sistemas Android e iOS, sendo que para o sistema operacional da Apple, o serviço possui uma versão acessível para deficientes visuais.

Badoo

Divulgação/Veja SP

Uma das ferramentas mais populares por aqui. Funciona como um bate-papo virtual, mas é possível filtrar pessoas só da sua região ou conhecer pretendentes de outros países. A maioria dos recursos é gratuita, mas para promover o perfil ou adicionar emojis ao bate-papo, precisa pagar planos entre 2,50 e 299 reais por mês.

POF

Divulgação/Veja SP

É a abreviação da sigla Plenty Of Fish (ou abundância de peixes, em uma tradução livre). Funciona como um Tinder, mas com um cadastro enorme e apresenta os candidatos com mais afinidade. Dá para ver os perfis e trocar mensagens de graça. Os recursos pagos (entre 16 e 31 reais por mês) são visualizar se o match leu seu email e colocar mais fotos.

OKCupid

Continua após a publicidade

Divulgação/Veja SP

OkCupid promete promover de encontros fugazes a relacionamentos duradouros. Funciona basicamente como o Tinder, mas tem algo além: por causa de um cadastro minucioso, os pretendentes aparecem com uma porcentagem de compatibilidade. Outro filtro importante: o questionário é em inglês. Dá para trocar mensagens com o match. Mas para saber quem curtiu você, só pagando entre 10 e 20 dólares por mês (algo em torno de 31 e 62 reais).

G Encontros

Divulgação/Veja SP

Direcionado para os gays em busca de um relacionamento sério. Os perfis podem incluir até 26 fotos, assim como preferências relacionadas à pessoa que estão procurando. O cadastro é gratuito, mas para ler e trocar mensagens, é preciso assinar planos mensais entre 45 e 132 reais.

Divino Amor

Divulgação/Veja SP

Fundado em 2009, é o maior site de namoro evangélico do Brasil.  Recebe, em média, 45 000 novos usuários por mês. Também disponível em app, no Divino Amor é possível descrever tudo o que se busca em um pretendente e também especificar a denominação da igreja. A principal vantagem é que o usuário do site ainda pode usar a web para saber mais sobre os hábitos da pessoa na qual ele está interessado. Por meio das redes sociais, por exemplo, é possível descobrir até quais são os amigos em comum. O cadastro é gratuito, mas para trocar ler e trocar mensagens, é preciso assinar planos mensais entre 45 e 132 reais.

SingleParentMeet

Divulgação/Veja SP

Site e aplicativo de relacionamento especializado em pessoas solteiras que têm filhos e buscam um novo parceiro. Nele, é possível curtir pessoas que estão perto de você ou que tenham um perfil compatível com o seu. A ideia é unir pais e mães solteiros para conhecer novas pessoas que tenham rotinas parecidas e entendam os desafios de criar os filhos. O cadastro é gratuito, mas para ler e trocar mensagens, é preciso assinar planos mensais entre 45 e 132 reais.

OurTime

Divulgação/Veja SP

Site e app de relacionamento especializado em pessoas acima de 50 anos em busca de um relacionamento duradouro. Além de pessoas da mesma faixa etária, a proposta é unir pessoas com interesses e rotina em comum. No OurTime é possível buscar parceiros por interesses específicos  e receber sugestões de perfis compatíveis com o seu de acordo com as características selecionadas na hora do cadastro. O cadastro é gratuito, mas para ler e trocar mensagens, é preciso assinar planos mensais entre 45 e 132 reais.

Ashley Madison

Divulgação/Veja SP

Em comparação aos sites de encontros extraconjugais, é uma das melhores opções. O banco de dados conta com mais de 50 milhões de membros em todo o mundo. E milhões estão aqui na cidade. Não há vínculos com o Facebook e, para entrar, é preciso fazer um cadastro. A inscrição é gratuita e, com ela, dá para ver perfis, compartilhar fotos e enviar piscadinhas. Para mandar mensagens, há um pacote de créditos, entre 112 e 540 reais. Mas mulher não paga nada.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês