Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Pergunte ao Doutor Por Blog

Tomar muito café por dia faz mal?

Descubra a resposta com a nutróloga Andréa Pereira, do Hospital Israelita Albert Einstein

Por Gabrielli Menezes 16 fev 2017, 12h14

Dependendo da quantidade consumida, o tradicional cafezinho pode fazer mal, sim.

Substância psicoativa mais consumida no mundo, a cafeína pode ser encontrada no chocolate, no chá e, principalmente, no café.

É um costume comum tomá-lo pela manhã ou depois do almoço, para dar uma reanimada. Algumas pessoas, no entanto, acabam ultrapassando o consumo máximo diário – de quatro a cinco xícaras. Como consequência disso, podem sofrer com os sintomas do excesso da cafeína, sem perceber.

De acordo com a nutróloga Andréa Pereira, do Hospital Israelita Albert Einstein, a substância aumenta os batimentos cardíacos e a pressão arterial. “Além disso, irrita a mucosa gástrica, provocando dor e refluxo”, diz ela.

Não é mito dizer que a bebida prejudica a qualidade do sono. Em excesso, ela realmente aumenta o período de latência e reduz a duração do sono profundo. Por isso, para quem sofre de insônia, o recomendado é não tomar café seis horas antes de dormir.

Vale lembrar que o efeito da bebida no corpo depende muito da idade (mais forte em adolescentes e idosos), do sexo (as mulheres são mais sensíveis) e de uma predisposição individual. Para pessoas hipertensas, com problemas cardíacos, de estômago e de insônia, por exemplo, o café e as bebidas com cafeína podem ser reduzidas ou mesmo proibidas pelo médico. Consulte-o.

 

Continua após a publicidade

Publicidade