Imagem Blog

Pop! Pop! Pop!

Por Blog
Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais
Continua após publicidade

Wesley Safadão quebra silêncio sobre polêmica e chora no Instagram

"É muito difícil ver tudo isso que está sendo falado", afirmou o cantor, nesta terça (24)

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 24 jul 2018, 18h27 - Publicado em 24 jul 2018, 18h24

Em uma série de vídeos curtos publicados no Instagram nesta terça (24), Wesley Safadão decidiu se manifestar pela primeira vez sobre a polêmica envolvendo a pensão a seu filho Yudhy, com Mileide Mihaile. O caso rende repercussão na internet – internautas chegaram a usar Mumuzinho como uma espécie de exemplo contrário ao do comportamento do cantor.

No primeiro vídeo, Safadão afirmou que preferiria não ter falado sobre o assunto, mas que optou por tocar no vespeiro: “Eu venho abrir meu coração sobre uma angústia muito grande. Quando somos pessoas públicas, nossa vida acaba virando uma vitrine, faz parte do meu trabalho e eu entendo muito bem. Mas o que me dói muito é que estou sendo julgado sobre esse assunto da minha vida particular sem nem ter me pronunciado. Toda história tem 3 lados, duas versões e a verdade, e o tempo é o senhor da razão”, disse.

E continuou: É muito dificil ver tudo isso que está sendo falado, mas eu entendo que o Yudhy não vai ter essa idade pra sempre, ele vai crescer e que eu não quero jamais é que ele veja o pai falando da mãe. Hoje graças a deus eu trabalho para dar o melhor pra eles. Tudo que eu tenho é deles. E eu trabalho pra isso, meus filhos sempre vão ter o melhor que eu puder dar. Por isso me dói muito ver essa injustiça perante ao meu papel de pai, que todos os dias eu tento exercer com o maior amor do mundo”.

Em seguida, explicou o caso:

“Em 2012 com o fim da minha união estável, todas as minhas obrigações foram definidas pela Justiça, inclusive a minha pensão. Em 2015 quando graças a Deus minha vida começou a mudar, além do acordo sobre a pensão eu passei a oferecer um valor a mais, além de outros pedidos. Queria deixar bem claro que não foram só dez salários mínimos. A única coisa que eu quero é que tudo isso seja regularizado. Eu nunca vou deixar faltar nada para os meus filhos”, disse.

Continua após a publicidade

“Eu não posso detalhar muita coisa, mas vocês podem ter certeza que o melhor pro meu filho eu vou fazer. Sei que vocês gostariam de compreender mais a fundo, mas não acho saudável tornar isso ainda mais exposto. Minha família não precisa passar por isso. Nem tudo que vocês tão lendo por aí, vocês podem levar em conta. Meu relacionamento não acabou da noite pro dia, eu não estava feliz. Hoje eu tenho um casamento blindado, tenho uma consciência tranquila. Me sinto muito triste por ser julgado por algo que eu não sou, mas eu entendo por nunca ter me pronunciado. Mas as coisas tomaram uma proporção que não tinha outra forma, eu tinha que vir aqui falar”, disse.

https://www.youtube.com/watch?v=fWfXvxzDrCc

Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa fanpage no Facebook.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.