Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Príncipe William é o primeiro integrante da família real britânica a posar para uma revista LGBT

Dias depois do massacre em Orlando, que terminou com a morte de 49 pessoas numa boate gay da cidade americana, foi anunciado que o príncipe William, segundo na linha de sucessão ao trono britânico, estamparia a capa de uma revista gay — a Attitude, conhecida no mundo inteiro por ser estrelar inúmeras celebridades hétero em suas edições. + Fátima Bernardes […]

Por VEJASP Atualizado em 26 fev 2017, 11h29 - Publicado em 15 jun 2016, 16h36

ABRE01

Dias depois do massacre em Orlando, que terminou com a morte de 49 pessoas numa boate gay da cidade americana, foi anunciado que o príncipe William, segundo na linha de sucessão ao trono britânico, estamparia a capa de uma revista gay — a Attitude, conhecida no mundo inteiro por ser estrelar inúmeras celebridades hétero em suas edições.

+ Fátima Bernardes usa look afro durante Encontro e dá o que falar na internet
+ Paulo Gustavo publica foto de personagem na internet e provoca polêmica

A publicação contará com um entrevista, além de um ensaio fotográfico com o futuro rei da Inglaterra. De acordo com o BuzzFeed, o duque de Cambridge quis aproveitar a oportunidade para discutir o bullying contra a comunidade LGBT: “Tenha orgulho da pessoa que você é“, disse à revista.

Com o lançamento da capa histórica, William passa a ser o primeiro integrante da família real a posar para uma publicação LGBT. A revista chegou às bancas nesta terça (14). A mãe do duque de Cambridge, a princesa Diana, apoiava as causas LGBT e também foi uma das primeiras celebridades a ajudar pessoas que conviviam com o HIV. Veja a capa: 

Continua após a publicidade

02

O artigo foca no impacto devastador provocado pelo bullying homofóbico — e o impacto que estes atos têm na vida de pessoas LGBT. Para a publicação da matéria, William se encontrou com nove ativistas LGBTQ, todos vítimas de abuso por causa de suas orientações sexuais ou identidade de gênero. “Ninguém deveria sofrer por sua sexualidade ou qualquer outro motivo, e ninguém deveria ter que aturar o que esses jovens aturaram“, o herdeiro ao trono falou à publicação.

01

Foi uma honra conhecer o duque, e eu acredito que ele ficou verdadeiramente tocado pelas nossas histórias“, contou Paris Lees, uma ativista transgênero britânica e jornalista. A Attitude é publicada há 22 anos e já estampou em sua capa astros hétero como Tony Blair (ex-Primeiro Ministro Britânico), David Beckham e Daniel Radcliffe.

Dê sua opinião: E você, o que achou da posição de William? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa fanpage no Facebook.

Continua após a publicidade

Publicidade