Imagem Blog

Pop! Pop! Pop! Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO

Por Blog
Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais
Continua após publicidade

Preso por pedofilia, pastor Felipe Heiderich faz desabafo e rebate acusações em vídeo

O pregador evangélico Felipe Heiderich, de 35 anos, falou pela primeira vez sobre as acusações de abuso contra o enteado de 5 anos, filho da pastora Bianca Toledo. + Mãe compartilha foto mostrando lado “sem censura” da maternidade e faz sucesso + Homem surpreende esposa com centenas de rosas no último dia de quimioterapia Em um vídeo […]

Por VEJA SP
Atualizado em 26 fev 2017, 11h12 - Publicado em 13 jul 2016, 21h35

felipe-heiderich

O pregador evangélico Felipe Heiderich, de 35 anos, falou pela primeira vez sobre as acusações de abuso contra o enteado de 5 anos, filho da pastora Bianca Toledo.

+ Mãe compartilha foto mostrando lado “sem censura” da maternidade e faz sucesso
+ Homem surpreende esposa com centenas de rosas no último dia de quimioterapia

Em um vídeo publicado nesta quarta (13), Felipe nega a denúncia que o manteve preso por cinco dias no Rio de Janeiro. “Eu sempre achei que todo mundo era inocente até que se provasse o contrário. Mas, o que eu vivi nesses últimos dias, semanas, é que todos são culpados até que se prove o contrário“, disse.

“Até dia 12, eu estava em família, feliz, ministrando na igreja, com uma criança que eu amei, que eu mais amei nessa vida, que eu ajudei a criar com a minha esposa. No dia 14, eu sou comunicado por ela de que ela tinha descoberto que eu era homossexual e pedófilo. Ela pegou, saiu de casa com meu filho e ali começaram os piores dias da minha vida”, declarou.

Continua após a publicidade

Assista:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=ZrPwqwnZSaQ?feature=oembed&w=500&h=281%5D

O caso

Heiderich, que pertencia à Aliança Mundial de Evangelização, foi denunciado pela mulher por abusar do filho dela, fruto de um relacionamento anterior. O crime teria ocorrido na residência do casal, no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio.

Continua após a publicidade

O caso chegou à Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV) em 22 de junho. Na semana passada, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro denunciou o pastor à Justiça por estupro de vulnerável. De acordo com a denúncia, o acusado “praticou diversos atos libidinosos com uma criança de 5 anos”.

O documento também aponta que o abuso ocorreu até o dia 11 de junho deste ano. No entanto, a Promotoria também requereu à Justiça a revogação da prisão temporária do pastor, “por entender já ter sido possível obter na fase de investigação os elementos necessários para a propor a denúncia”.

Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.