Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Polêmica do dia: pregação de Marco Feliciano sobre morte de John Lennon vira notícia internacional

Um vídeo que mostra o pastor e deputado federal Marco Feliciano explicando que a morte de John Lennon teria sido provocada por castigo divino anda provocando polêmica não apenas no Brasil. Jornais australianos como o The Herald, o tabloide de maior circulação diária no país, e o The Australian publicaram a notícia, divulgada internacionalmente pela […]

Por Tiago Faria Atualizado em 27 fev 2017, 11h06 - Publicado em 10 abr 2013, 12h05

Um vídeo que mostra o pastor e deputado federal Marco Feliciano explicando que a morte de John Lennon teria sido provocada por castigo divino anda provocando polêmica não apenas no Brasil. Jornais australianos como o The Herald, o tabloide de maior circulação diária no país, e o The Australian publicaram a notícia, divulgada internacionalmente pela agência AFP.

“Ira de Deus matou John Lennon, diz pastor brasileiro evangélico Marco Feliciano”, publicou o The Herald. “John Lennon morreu por ira divina, diz pastor brasileiro”, noticiou o The Australian. Outros sites reproduziram a nota – uma pesquisa no Google pelo tema mostra que mais de 30 publicações internacionais repercutiram a pregação de Feliciano, que preside a Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados. Assista ao vídeo, que já foi clicado quase 600 mil vezes no YouTube:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=VMpYWvGvMZg?feature=oembed&w=500&h=375%5D

Na gravação de um programa de TV, o político afirma que o assassinato do ex-beatle, em 1980, teria ocorrido porque o compositor havia afirmado que sua banda era mais famosa que Jesus Cristo. “John Lennon chegou uma dia diante das câmeras, bateu no peito e disse: ‘os Beatles são mais populares do que Jesus Cristo’. Jesus não era popstar como ele, mas sim o mestre de uma grande religião. John Lennon estava olhando pras câmeras, dizendo ‘Nós Beatles somos uma nova religião’. A minha Bíblia diz que Deus não recebe esse tipo de afronta e fica impune.”, ele disse.

Continua após a publicidade

No início da semana, um vídeo em que Feliciano aparece explicando a morte dos integrantes do grupo Mamonas Assassinas também provocou polêmica (o motivo, no caso, também teria sido “ira divina”). Clique para ver.

ATUALIZAÇÃO: Em novo vídeo que circula na web, Feliciano insinua que Caetano Veloso e Lady Gaga fizeram pacto com o demônio. Veja:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=Zla1R6gDCtE?feature=oembed&w=500&h=375%5D

O deputado provoca polêmica com declarações que são consideradas homofóbicas e racistas. É alvo de protestos de artistas e celebridades (como Daniela Mercury e Bruno Gagliasso), que se manifestam contra a permanência de Feliciano no cargo de presidente da Comissão de Direitos Humanos. A campanha Marco Feliciano não me Representa ganha força na web (com poucos famosos na contramão).

Dê sua opinião: Feliciano deve permanecer na presidência da Comissão? Aproveite e curta nossa fanpage no Facebook.

+ Leia mais novidades no blog Pop! Pop! Pop!

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)