Imagem Blog

Pop! Pop! Pop!

Por Blog
Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais
Continua após publicidade

Luana Piovani lembra ‘porre’ e deixa conselho para fãs no YouTube

Hoje casada e mãe de três crianças, a atriz relembrou os tempos de 'baladeira' e contou como mais gosta de curtir a noite

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 19 jul 2017, 15h33 - Publicado em 19 jul 2017, 14h53

Sempre polêmica e sem papas na na língua, Luana Piovani fez revelações curiosas sobre vida noturna. Ela lembrou um caso embaraçoso em um vídeo recente de seu canal no YouTube.

Tudo aconteceu quando ela organizava uma festa em São Paulo e outra no Rio para celebrar o aniversário. “Numa dessas, na festa em São Paulo, enchi os ‘corno’ de champagne rosé. O negócio doce, gente, e eu bebi direitinho. Passei mal a noite inteira e acordei praticamente um saco de supermercado do avesso. E a farra não parou por aí.

“Cheguei na minha megafesta do Rio, porque realmente eu dava uma investida maior na festa do Rio, show da Mart’nália, fui conseguir beber uma e meia da manhã e comecei só na cervejinha, de leve, isso porque tinha champagne sendo servido. Dei mole”, disse, afirmando sempre ter sido discreta quando passava mal em eventos. “Tenho intuição boa. Não dei muito vexame bêbada. Só no banheiro. Ia lá, passava mal, voltava zero e dizendo ‘ai, preciso ir embora’. Melhor do que dar vexame, fazer cena de ciúme.”

Continua após a publicidade

Hoje casada e mãe de três crianças, a atriz relembrou os tempos de ‘baladeira’ e contou como mais gosta de curtir a noite. Ela também deu dicas do que gosta de tomar quando sai para se divertir e o que as pessoas devem fazer para evitar vexame e ressaca no dia seguinte. “Drogas lícitas. A gente trabalha com drogas lícitas. A diferença entre o veneno e o antídoto é a quantidade. Se está querendo beber, muito importante não esquecer de beber água. Nas minhas festas sempre peço para um garçom me cuidar. Me deu uma de bebida, me dá uma de água”, contou.

“Não sou eclética, aquela noite que toca de tudo não me agrada. Por isso gosto tanto de ir em show, pois é um bloco fechado de um tipo de música. Balada muito cheia eu nem entro. Quando vou em show, fico no lugar com mais espaço para dar uma bombada na pista. Nada melhor que pirar na pista. Não devemos nada a ninguém, muito bom ficar louca, jogar uma perna para cima”, declarou, encerrando o vídeo com um conselho para os espectadores do canal.

“Escuta sua voz. Mulher normalmente tem intuição. Homem não, pois só pensam na calcinha que vai ter na festa. Eu escuto super. Se acho que alguma coisa não está batendo bem eu nem vou. Normalmente eu acerto. Se alguma coisa te disser vai não, não vai. Muda os planos. E sempre camisinha no bolso. Para você não dar mole grande”, .

Continua após a publicidade

Assista:

Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.