Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Caracterizada como Filó, Gorete Milagres reage a acusações feitas por Carlos Alberto de Nóbrega

Em entrevista para Rafinha Bastos, apresentador de A Praça é Nossa disse que Gorete Milagres foi a pior pessoa com quem ele já trabalhou

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 1 ago 2021, 13h23 - Publicado em 1 ago 2021, 13h22

Após Carlos Alberto de Nóbrega afirmar, em entrevista para o canal do YouTube de Rafinha Bastos, que Gorete Milagres foi a “pior colega” que já teve, a comediante se pronunciou em um vídeo neste sábado (31).

Caracterizada como Filó, sua personagem de A Praça é Nossa, Gorete se mostrou surpresa com essa e outras acusações feitas pelo apresentador do programa do SBT.

Na entrevista que foi ao ar na quarta (28), Nóbrega disse que a atriz se “deslumbrou” na época em que foi sondada pela TV Globo para integrar o elenco de A Turma do Didi, e relembrou que o próprio Silvio Santos fez uma proposta milionária à comediante, que foi negada na época. Gorete teria exigido uma cláusula no contrato para não fazer mais A Praça é Nossa – acusação negada pela atriz.

Segundo o apresentador, ela ainda teria pedido desculpas ao seu filho, Marcelo de Nóbrega, e que eles estariam negociando o retorno de Gorete ao programa. “Eu disse a ele: filho, depois que eu morrer, se quiser você põe (ela de volta ao programa), mas comigo vivo nunca mais ela senta naquele banco”, afirmou.

Continua após a publicidade

No vídeo de 15 minutos publicado por Gorete (assista na íntegra acima), ela não só desconfirmou tais acusações como apresentou um contrato que seria o da sua segunda contratação ao SBT. O acordo consistia no retorno da atriz em dois programas de humor: A Praça é Nossa e Ô… Coitado, ao lado de Moacyr Franco. Segundo a atriz, seu programa com Franco foi cancelado de uma hora para a outra após a saída do companheiro.

Gorete ressaltou que sua relação com Nóbrega foi amigável mesmo após sua demissão – também inesperada – de A Praça é Nossa, mas que não entende as críticas e que o apresentador “destila ódio” à sua pessoa de 6 em 6 meses.

Ainda segundo a atriz, Marcelo de Nóbrega fez um convite para retornar ao programa e melhorar sua audiência: “eu não tenho necessidade financeira de voltar para a Praça, graças a Deus vivo bem, tenho meus empreendimentos. Marcelo me pediu para escrever uma carta a Carlos e eu escrevi, mas não pedi desculpas. Sempre fui grata a ele, mas não tenho respeito por essa pessoa que há mais de 10 anos grita meu nome em vão”.

Continua após a publicidade

Publicidade