Imagem Blog

Na Plateia

Indicações do que assistir no teatro (musicais, comédia, dança, etc.) por Laura Pereira Lima (laura.lima@abril.com.br)
Continua após publicidade

Tem bom teatro na Virada Cultural? Confira dicas da programação dos palcos ao ar livre

Palco Princesa Isabel – Musicais Sábado, 22h – “Dias de Luta, Dias de Glória – Charlie Brown Jr., O Musical”: o cantor e compositor Alexandre Magno Abrão (1970-2013), mais conhecido como Chorão, é o tema do musical escrito por Well Rianc. O rapper DZ6 interpreta o líder da banda Charlie Brown Jr. Domingo, 2h – “Rita […]

Por Dirceu Alves Jr.
Atualizado em 26 fev 2017, 15h56 - Publicado em 18 jun 2015, 16h46
Mel Lisboa: atriz interpreta a cantora e compositora em "Rita Lee Mora ao Lado" (Foto: Priscila Prade)

Mel Lisboa: atriz interpreta a cantora em “Rita Lee Mora ao Lado” (Foto: Priscila Prade)

Palco Princesa Isabel – Musicais

Sábado, 22h – “Dias de Luta, Dias de Glória – Charlie Brown Jr., O Musical”: o cantor e compositor Alexandre Magno Abrão (1970-2013), mais conhecido como Chorão, é o tema do musical escrito por Well Rianc. O rapper DZ6 interpreta o líder da banda Charlie Brown Jr.

Domingo, 2h – “Rita Lee Mora ao Lado”: Mel Lisboa leva a energia da rainha do rock brasileiro em musical dirigido por Débora Dubois e Márcio Macena. No repertório, “Jardins da Babilônia”, “Saúde”, “Ovelha Negra” e “Doce Vampiro” embalam a galera.

Domingo, 4h – “Noel Rosa, O Poeta da Vila e Seus Amores”: onze artistas, entre atores e músicos, contam a história do compositor carioca Noel Rosa (vivido por Cristiano Tomiossi). Dirigida por Dagoberto Feliz, a montagem revive o clima dos botequins dos anos 30 em meio à interpretação de “Palpite Infeliz”, ”Três Apitos” e “Feitiço da Vila”.

Domingo, 14h – “Lisbela e o Prisioneiro, o Musical”: o universo circense ambienta a história de Leléu e Lisbela (interpretados por Luiz Araújo e Ligia Paula Machado), que teve adaptação teatral de Francisca Braga e direção cênica de Dan Rosseto e Ligia. A trilha sonora escolhida dialoga bem com as cenas e traz canções como “Purpurina”, “Sonhos de um Palhaço”, “Saga” e “Somos Todos Iguais Nessa Noite”.

Continua após a publicidade

Palco Copan  – Teatro

Sábado, 19h – “7 Conto”: Luis Miranda interpreta sete tipos cômicos, entre eles a burguesa decadente Sheila, que só sabe fazer conta em dólares, e o hilário Queixada, um guardador de carros alcoólatra.

Clarice Niskier apresenta "A Alma Imoral" no Teatro da Vila do JK Iguatemi (Foto: Dalton Valério)

Clarice Niskier em “A Alma Imoral”: apresentação no Palco Copan (Foto: Divulgação)

Sábado, 22h – “A Alma Imoral”: em um roteiro quase informal, a atriz Clarice Niskier fala a respeito da sua primeira e arrebatadora impressão ao ler a obra do rabino Nilton Bonder e divide questionamentos com o públicoa. Inspirada em conceitos bíblicos e filosóficos, ela reflete sobre o certo e o errado, o moral e o imoral ou a necessidade de trair para romper limites e estabelece uma conversa franca e provocativa. A supervisão é do diretor Amir Haddad.

Domingo, 0h30 – “Maria que Virou Jonas ou A Força da Imaginação”: a ousada e bem-sucedida montagem da Cia. Livre tem dramaturgia de Cássio Pires, com base em ensaio do filósofo francês Michel de Montaigne (1533-1592), origina uma peça dentro da peça. A ideia de enfocar dois personagens transexuais, interpretados por Lucia Romano e Edgar Castro. Na primeira cena, Lucia e Castro surgem como dois artistas que planejam uma montagem. A trama idealizada por eles mostra um casal diante de uma inusitada inversão de papéis. Direção de Cibele Forjaz.

Continua após a publicidade

Domingo, 6h – “Dias e Noites”: em narrativas breves, o drama dirigido por Mário Bortolotto trata da banalidade aparente do cotidiano. Entre as cinco histórias escritas por Lucas Mayor, uma flha apresenta o diagnóstico médico do pai e um golpista e sua namorada planejam enganar os jurados de um concurso de sósias.

Domingo, 9h – “Valéria e os Pássaros”: a Velha Companhia monta o drama do espanhol José Sanchis Sinisterra. Valéria (interpretada por Alejandra Sampaio) leva uma vida simples. De dia, ela traduz folhetos de viagem e, à noite, em sessões mediúnicas, procura seu amor pelo mundo dos mortos. Uma surpresa ameaça quebrar a rotina tranquila.

Domingo, 18h – “Pessoas Perfeitas”: encontros e desencontros de personagens marginalizados pela metrópole paulistana é o mote da montagem da Cia. Os Satyros. A jovem Medalha (papel de Julia Bobrow) namora o michê Binho (Henrique Mello) e nada sabe de sua vida. Ele não procura os pais (Eduardo Chagas e Marta Baião) há anos. A melhor das tramas é a da cantora Maristela (a ótima Adriana Capparelli), que se prepara para a morte. Direção de Rodolfo Garcia Vázquez.

“Maria que Virou Jonas ou A Força da Imaginação”: montagem da Cia. Livre

“Maria que Virou Jonas ou A Força da Imaginação”: montagem da Cia. Livre (Foto: Cacá Bernardes)

Quer saber mais sobre teatro? Clique aqui.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.