Imagem Blog

Na Plateia

Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Indicações do que assistir no teatro (musicais, comédia, dança, etc.) por Laura Pereira Lima (laura.lima@abril.com.br)
Continua após publicidade

Denise Fraga em “Eu de Você”: uma atriz de voz própria e caminho autoral

No monólogo, dirigido por Luiz Villaça, a intérprete se faz passar por mais de uma dezena de personagens, sem deixar de ser ela mesma em momento algum

Por Dirceu Alves Jr.
Atualizado em 2 out 2019, 11h53 - Publicado em 2 out 2019, 11h42

Denise Fraga peita os personagens escolhidos sem pudores. Fez A Visita da Velha Senhora sem ter idade para tal papel, interpretou um homem em Galileu, Galilei e uma chinesa em A Alma Boa de Setsuan. A artista convence o público de cara quase limpa e, munida de autenticidade, fortalece uma autoralidade.

No monólogo Eu de Você, resultado de uma dramaturgia coletiva, finalizada por ela, Rafael Gomes e pelo diretor Luiz Villaça, a atriz vai um pouco mais longe. Denise se faz passar por mais de uma dezena de personagens, sem deixar de ser ela mesma, no corpo e na voz, em momento algum.

O solo nasceu de entrevistas, cartas e depoimentos de pessoas de vários cantos do país. Entre eles aparece Tânia, espécie de espinha dorsal do espetáculo, a representação do nosso ritmo acelerado de cada dia. Ela acorda cedo, despacha os filhos para a escola, enfrenta o trânsito e, no escritório, além de acumular as tarefas de meia dúzia de colegas demitidos, precisa sorrir diante de um chefe incompetente.

+ Conheça o novo Teatro Vivo.

O absurdo de Tânia é dosado pela delicadeza com que Denise dá voz a Júlio, frequentador de um karaokê que é assaltado por uma dupla de rapazes e se apaixona por um deles, ou pela surpresa de Clarice, que, em um passeio no parque, encontra um sujeito em busca de seu perdão.

Continua após a publicidade

Em meio a esse lírico teatro documental, Denise ainda canta É o Amor, Fogo e Paixão, Pode Esperar e All You Need Is Love, sem querer se passar por técnica, do jeito como qualquer espectador cantaria. A protagonista questiona as exigências contemporâneas, denuncia o machismo e até promove um discurso de esperança. E as pessoas compram sua mensagem porque, no palco, Denise costuma fazer o que bem entende, com o aval da plateia, valorizando o conceito de teatro (90min). 12 anos. Estreou em 20/9/2019.

+ Teatro Vivo. Avenida Doutor Chucri Zaidan, 2460, Morumbi. Sexta, 20h; sábado, 21h; domingo, 19h. R$ 50,00 (sex.) e R$ 70,00 (sáb. e dom.). Até 15 de dezembro.

Para não perder as notícias mais quentes que rolam sobre São Paulo, assine a newsletter da Vejinha

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.