Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Na Plateia Indicações do que assistir no teatro (musicais, comédia, dança etc.)

“Córtex” manobra a razão em nome da emoção

Desde os primórdios da dramaturgia, foram dadas várias amostras de como é possível perpetuar uma história de amor. Dos finais felizes convencionais até os mais trágicos, como o célebre suicídio de “Romeu e Julieta”, de William Shakespeare, os autores esforçam-se para reinventar a fantasia sem tirar o pé da realidade. Escrito pelo paulistano Franz Keppler, […]

Por Dirceu Alves Jr. Atualizado em 27 fev 2017, 12h02 - Publicado em 28 set 2012, 20h46

Otávio Martins protagoniza o monólogo dramático em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil (Fotos: Otávio Dias)

Desde os primórdios da dramaturgia, foram dadas várias amostras de como é possível perpetuar uma história de amor. Dos finais felizes convencionais até os mais trágicos, como o célebre suicídio de “Romeu e Julieta”, de William Shakespeare, os autores esforçam-se para reinventar a fantasia sem tirar o pé da realidade. Escrito pelo paulistano Franz Keppler, o monólogo dramático “Córtex” encaixa-se nessa linha trágica, de como fazer um relacionamento manter-se vivo diante de imprevistos capaz de soterrá-lo e, sem julgamentos morais, manobrar a razão em nome do coração.

Otávio Martins interpreta um sujeito recém-casado que leva uma rasteira do destino. Sua mulher, no auge dos 30 anos, sofreu um AVC e passou a vegetar sobre a cama. Dividido entre a abnegação e a inconformismo, ele dedica-se plenamente à amada, sem, no entanto, deixar de pensar no que se transformou sua vida e na impossibilidade de reencontrar a felicidade dessa forma. O ponto de partida, disfarçado de virada ainda mais trágica, é o misterioso sumiço dela em uma manhã qualquer. A perplexidade do marido diante desse novo fato só aumenta e, depois de prestar queixa em uma delegacia, ele passa a se enredar em uma teia de contradições. Não tarda a ser apontado como o principal suspeito do desaparecimento.

Diretor ávido por soluções longe do lugar-comum, Nelson Baskerville criou uma encenação de personalidade tão forte e marcante quanto à presença no palco de Otávio Martins. Esse é um fato raro em um espetáculos solos, onde os intérpretes costumam ser as estrelas absolutas. Projetada em vídeo, parte complementar da história atravessa a montagem, algumas vezes fundida com a junção de legendas e fragmentos dos textos, simultaneamente às falas do ator.

Em um esforço louvável – e talvez intuitivo –, Martins alia a reconhecida técnica a uma carga orgânica fundamental na tentativa de alcançar a sobreposição em cima dos excessivos efeitos cênicos. E alcança. Essa angustia o aproxima do personagem e o faz abraçar energicamente o desconforto em nome de um resultado incomum. Assim como o marido desesperado, a aliança estabelecida entre Franz Keppler, Nelson Baskerville e Otávio Martins supera obviedades na ânsia de surpreender. Passada a sensação incômoda, eles também levam o espectador a entender cada um de suas escolhas e comprá-las com a emoção ou pelo menos com a razão.

“Córtex” pode ser visto até 4 de novembro, com ingressos a R$ 6,00

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)