Imagem Blog

Filmes e Séries - Por Mattheus Goto

Um guia com críticas, notícias, entrevistas e eventos sobre as estreias da semana no cinema e no streaming
Continua após publicidade

‘Grande Sertão’ traz obra de Guimarães Rosa para a contemporaneidade

Filme dirigido por Guel Arraes apresenta realidade nas periferias das grandes cidades do país, com linguagem poética original

Por Mattheus Goto
7 jun 2024, 07h00

✪✪✪ Dirigido por Guel Arraes, Grande Sertão traduz a obra-prima de João Guimarães Rosa de 1956 para o cinema. Mais do que uma adaptação, trata-se de uma reinterpretação do enredo aos novos tempos. O cenário do sertão nordestino dá lugar a uma paisagem urbana distópica em um futuro não tão distante. A atmosfera, construída com maestria pela direção de arte de Valdy Lopes, é apocalíptica.

Aos poucos, o espectador percebe que se trata de uma realidade semelhante à atual, quando uma criança se torna vítima de uma bala perdida e sua mãe lamenta e se revolta com a situação. A ideia do diretor foi criar uma comunidade da periferia chamada “Grande Sertão”, onde policiais e bandidos se confrontam, para abordar a vida nas favelas por meio da ficção.

É nesse cenário de guerra urbana que Riobaldo (Caio Blat) e Diadorim (Luisa Arraes) buscam a sobrevivência e as respostas para perguntas sobre a vida e o amor. Atualizar a narrativa para os dias de hoje foi uma escolha acertada. O filme conversa com a nova geração sem perder a linguagem poética da obra original, com roteiro assinado pelo diretor e Jorge Furtado.

A trama segue um ritmo acelerado e foca no arco da aventura épica e da história de amor. A narração de Riobaldo, bem executada por Blat, foi mantida como base. Eduardo Sterblitch também brilha como Hermógenes, com caracterização e figurino caprichados.

Continua após a publicidade

Guel obtém sucesso com o projeto, que durou cinco anos. Não à toa, recebeu o prêmio de direção em sua primeira exibição, no Tallinn Black Nights Film Festival, na Estônia, em novembro de 2023.

Publicado em VEJA São Paulo de 7 de junho de 2024, edição nº 2896

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.