Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Na Plateia Indicações do que assistir no teatro (musicais, comédia, dança etc.)

Cinco peças para ver no fim de semana

O ano começa com boas atrações que já fizeram sucesso na temporada passada

Por Dirceu Alves Jr. Atualizado em 12 jan 2017, 15h56 - Publicado em 11 jan 2017, 17h02

Jacqueline

Depois de Gota d’Água [A Seco] e Os Arqueólogos, o encenador Rafael Gomes fechou o profícuo ano de 2016 com o drama Jacqueline, livremente inspirado na trajetória da violoncelista inglesa Jacqueline Du Pré (1945-1987). A protagonista é uma instrumentista de renome (interpretada por Natália Lage), que sempre injetou conflito na existência tranquila da irmã, Hilary (papel de Arieta Corrêa). A rivalidade entre as duas se evidencia quando a famosa descobre sofrer de esclerose múltipla, doença que comprometerá seus movimentos e matará sua arte. Com Daniel Costa e Fabricio Licursi.

Morte Acidental de um Anarquista
Morte Acidental de um Anarquista João Caldas/Divulgação

Morte Acidental de um Anarquista

Dan Stulbach interpreta um louco, inconformado em não poder ser várias pessoas ao mesmo tempo, que vai parar em uma delegacia, acusado de falsidade ideológica. Basta uma distração do comissário para ele convencer o delegado e o secretário de segurança de que é um respeitável juiz. Um crime vem à tona, e uma jornalista apura informações como o próprio lunático e, de novo disfarce, o personagem se mostra o mais apto para resolver o caso. Dirigida por Hugo Coelho, a comédia de Dario Fo traz ainda no elenco Henrique Stroeter, Riba Carlovich, Maíra Chasseraux, Marcelo Castro e Rodrigo Bella Dona.

omisantropo-10-jpg.jpeg
O Misantropo Silvia dos Santos

O Misantropo

Continua após a publicidade

Em pleno século XXI, o diretor Marcio Aurelio, conhecido por montagens densas, recupera um Molière inédito no Brasil que reflete a nossa realidade por trás de um bom divertimento. Escrito em 1666, O Misantropo surpreende pela capacidade de dialogar com uma sociedade intolerante e preocupada em como vai ser vista e comentada nas redes sociais. É noite de festa na cobertura da ricaça Celimene (interpretada por Paula Burlamaqui), logo vem por aí muita bajulação e gentilezas em troca de favores.

img_3864-jpg.jpeg
Visitando o Sr. Green Ale Catan

Visitando o Sr. Green

Sérgio Mamberti surge na pele do solitário judeu ortodoxo confrontado com um fato capaz de desestabilizar sua rigorosa rotina. Green conhece o jovem executivo Ross (papel de Ricardo Gelli) depois que os dois se envolvem em um pequeno acidente de trânsito. Considerado culpado, o rapaz deve prestar serviços à contrariada vítima. Em uma visita semanal, ele levará comida a esse idoso ranzinza, tentará engatar um papo com ele e testará sua tolerância. Direção de Cassio Scapin.

Estudo Para Missa Para Clarice - Um Espetáculo Sobre o Homem e Seu Deus
Estudo Para Missa Para Clarice – Um Espetáculo Sobre o Homem e Seu Deus Ricardo Brajterman

Estudo para Missa para Clarice – Um Espetáculo sobre o Homem e seu Deus

O ator e diretor Eduardo Wotzik recorre a essa relação quase fanática em torno da obra da autora de Perto do Coração Selvagem para criar o espetáculo. Transformado em uma igreja, o teatro recebe os fiéis para a celebração que transita pelo sagrado e pelo profano. Como um arauto das palavras de Clarice Lispector, Wotzik é secundado por duas beatas (representadas por Cristina Rudolph e Natally do Ó) e prega reflexões filosóficas e existenciais calcadas em fragmentos da escritora. Trechos de A Hora da Estrela e A Paixão Segundo GH embelezam o discurso.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)