Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Bichos Tudo sobre o mundo pet

Denúncia de maus-tratos contra cadela de passageiro em voo da TAM viraliza na internet

Um cliente da empresa aérea TAM postou uma reclamação no Facebook alegando que sua cadela teria sido tratada com negligência durante um voo. O jovem Rodrigo Farah afirma em texto publicado na rede social última segunda-feira (21) que sua bull terrier teria caído do porão do avião, de uma altura de cerca de 3 metros. […]

Por Silas Colombo Atualizado em 27 fev 2017, 00h56 - Publicado em 27 jul 2014, 18h22

cadela_cabeca

Um cliente da empresa aérea TAM postou uma reclamação no Facebook alegando que sua cadela teria sido tratada com negligência durante um voo. O jovem Rodrigo Farah afirma em texto publicado na rede social última segunda-feira (21) que sua bull terrier teria caído do porão do avião, de uma altura de cerca de 3 metros.

+ Tosador pinta quadro de Romero Britto em cachorro

Segundo Rodrigo, ele viajou de Maceió a Florianópolis e pagou 746 reais, além da passagem, pelo transporte do animal.  “Ao chegar em Florianópolis, uma passageira veio me informar que viu minha caixa de transporte onde dentro se encontrava minha cadela caindo do porão do avião para a pista algo em torno de 3 metros de altura”, afirma. “Fui verificar, o portão estava torto e o lacre violado e a lateral da caixa quebrada.”

maus tratos

De acordo com Rodrigo, a portinha da caixa de transporte estava quebrada e a cadela saiu correndo, apavorada, assim que ele a encontrou. Ele também postou fotos do animal alegando que estava ferido na cabeça. “O que dizer? Pura revolta, pois além de pagar pelo transporte fora a minha passagem ainda tratam um pobre animal indefeso com essa delicadeza!!!”

+ Girafa parte para cima de leões para proteger filhote no Quênia; veja vídeo

Em nota, a TAM afirmou que o caso não está de acordo com seus procedimentos. “A TAM Linhas Aéreas lamenta o episódio e informa que está entrando em contato com o cliente para esclarecimentos. A companhia ressalta que se trata de um caso isolado e que não condiz com seus procedimentos para o manuseio de bagagens e transporte de animais”, divulgou a empresa em nota.

Continua após a publicidade

Publicidade