Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Arte ao Redor Tatiane de Assis é repórter da Veja SP. Acredita que as artes visuais podem aproximar pessoas e descortinar novas facetas da vida.

Lambe-lambe gigante homenageia ativistas de lutas indígena e LGBT

A intervenção urbana, parte do projeto Giganto, está localizada na parede do Colégio de São Bento, no centro, e foi idealizada por Raquel Brust

Por Tatiane de Assis Atualizado em 4 nov 2021, 18h00 - Publicado em 5 nov 2021, 06h00

O projeto Giganto, de lambe-lambes de grandes dimensões, que ocupam parte das colunas do Minhocão, ganha uma nova edição no muro do Colégio de São Bento, no centro histórico da cidade. Na obra, de 5 metros de altura por 12 metros de largura, são vistas quatro mulheres empreendedoras. São elas: Maitê Schneider, Flavia Rodrigues, Katu Mirim e Larissa Cassiano. “A partir das articulações que elas fazem, conseguem ajudar populações indígenas e LGBT, um trabalho muito importante, ainda mais na pandemia”, diz Raquel Brust, idealizadora da intervenção urbana. Devido à chuva constante, Raquel segue atenta aos estragos que podem ocorrer, para repará-los. Largo São Bento, s/nº. Até 29 de abril de 2022.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 10 de novembro de 2021, edição nº 2763

Continua após a publicidade

Publicidade