Imagem Blog

Arte ao Redor

Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Uma curadoria de exposições, cursos e novidades dos museus, galerias e institutos culturais de São Paulo
Continua após publicidade

Exposições com protagonismo indígena estão em cartaz na capital

Individual de Gustavo Caboco e celebração de 30 anos do Instituto Socioambiental tematizam defesa dos direitos de comunidades tradicionais e meio ambiente

Por Ana Mércia Brandão
5 jul 2024, 10h00

Duas exposições em cartaz na capital paulista tematizam a cultura e a defesa dos direitos dos povos indígenas, bem como a emergência climática.

Manhaba’u: onde toca o invisível

Manhaba’u: onde toca o invisível, individual de Gustavo Caboco, na Millan, reúne pinturas, instalações e bordados inéditos que comentam a emergência climática, a memória e a resistência de seu povo, os Wapichana, que habitam o leste de Roraima.

O artista, cocurador do Pavilhão Hãhãwpuá, que representa o Brasil na Bienal de Veneza, em cartaz até novembro na Itália, busca destacar em suas obras violências e legados colonialistas que costumam passar despercebidos.

gustavo-caboco-millan
‘As águas nos chamaram e o pajé Maruwai conversou com as mães das nascentes’ (2023), de Gustavo Caboco (Ana Pigosso/Millan/Divulgação)

Millan. Rua Fradique Coutinho, 1360, Pinheiros. ☎ 3031-6007. Seg. a sex., 10h/19h. Sáb., 11h/15h. Grátis. Até 20/7. millan.art

Continua após a publicidade

ISA 30 anos — Por um Brasil Socioambiental

O Instituto Socioambiental (ISA), que atua na defesa dos direitos de povos indígenas, quilombolas, ribeirinhos e outras comunidades tradicionais, celebra três décadas de atuação com a mostra ISA 30 anos — Por um Brasil Socioambiental, em cartaz no Museu A Casa do Objeto Brasileiro.

Com curadoria de Rosely Nakagawa, a exposição apresenta trinta painéis em tecido com mais de 100 imagens documentais de diversas ações do Instituto, registradas por fotógrafos como Claudia Andujar, Christian Braga e Carol Quintanilha.

insituto-socioambiental-trinta-anos
Indígenas de diversos povos comemoram o resultado da votação do capítulo sobre seus direitos no primeiro turno na Constituinte, no Congresso Nacional, em Brasília, em 1988 (Beto Ricardo/ISA/Divulgação)

Compõem a exposição, ainda, objetos e artefatos artesanais indígenas, além de uma programação de palestras e debates.

Continua após a publicidade

Museu A Casa do Objeto Brasileiro. Avenida Pedroso de Morais, 1216, Pinheiros. ☎ 3814-9711. Qui. a dom., 10h/18h. Grátis. Até 25/8. acasa.org.br

Publicado em VEJA São Paulo de 5 de julho de 2024, edição nº 2900.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.