Imagem Blog

Blog do Lorençato

Por Arnaldo Lorençato
O editor-executivo Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há mais de 30 anos. De 1992 para cá, fez mais de 16 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista é professor-doutor e leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie
Continua após publicidade

Ótimo restaurante de cozinha autoral vira bar japonês

Sabia detalhes sobre esta e outras mudanças nos restaurantes do empresário Marcelo Fernandes

Por Arnaldo Lorençato Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 20 jan 2022, 14h33 - Publicado em 26 abr 2019, 12h00

Sai de cena um restaurante de cozinha autoral e entra no lugar um bar japonês moderninho. Essa é a mais nova mudança que o empresário Marcelo Fernandes, sócio de casas como Kinoshita, Attimo Per Quattro e Tradi, acaba de promover no extinto Clos, que, apesar da constante troca de chefs — foram sete em apenas seis anos —, sempre manteve um cardápio atraente. Ainda assim, nunca foi uma casa saudável financeiramente. O mesmo ponto é ocupado agora pelo Kurâ Izakaya Contemporâneo. O nome escolhido remete a entrepostos de arroz, missô e saquê no Japão feudal. Daí a ideia de se chamar taverna esse tipo de estabelecimento.

Não espere encontrar sushis nem sashimis na casa, que será oficialmente inaugurada na terça (30) — a data não foi escolhida por acaso: é o início da Era Reiwa, que marca a transição de poder no Japão com o príncipe Naruhito, que passa a imperador. Menos ainda a culinária elaborada do Kinoshita. No cardápio, há petiscos de botequim japonês, macarrão oriental e comida em tigelinhas, bowls como o de peixe e camarão sobre arroz (R$ 31,81; foto), que poderão ser acompanhados de uma variedade de saquês. “Nosso tíquete médio ficará em torno de 50 reais”, promete Fernandes.

Udon: macarrão japonês produzido na casa (João Erbert Lima/Divulgação)

O bar, que deve chamar a atenção pelo ambiente remodelado do arquiteto Naoki Otake – autor do projeto original do Clos – e pelas obras de artistas como Catarina Gushiken, Tati Polo e Gabriel Ribeiro, tem cozinha sob a supervisão de Ken Tanaka. O chef está entre as muitas novidades propostas por Fernandes. O restaurateur convidou Tanaka, que passou por casas como Sushi Yassu, Samurai e By Aoyama em papéis secundários, para ser o titular do Kinoshita. Ele substitui Satoshi Kaneko, que deixou o restaurante em março.

Tanaka: chef responsável pelo Kurâ e pelo Kinoshita (Divulgação/Divulgação)

Fernandes promete que a marca Clos, nome forte na gastronomia, não vai desaparecer. Estão estudos um projeto do rooftop que deve se dividir em três negócios, o restaurante gourmet Clos, o restaurante informal Clos de Tapas e o bar Tapas e Copas & Copas e Tapas!

As mudanças também se refletem no Attimo per Quattro, casa italiana que deve ter um novo cardápio. Dessa vez, será desenvolvido pelo que Fernandes define como “chef consultor residente”. O escolhido é Fabio Aiello, italiano nascido na Sicília e que trabalhou no Gero, de Belo Horizonte. “Foi uma indicação do Luca Gozzani [titular do Fasano, cujo grupo é dono de casas como o Gero]”, revela o empresário. Aiello tem como parceira a chef da casa Taline Fernandes, que, apesar da coincidência de sobrenomes, não é parente do restaurateur.

Seleção de peixes e frutos do mar: pedidas em pequenas porções, típicas de izakayas (João Erbert Lima/Divulgação)

Agora, é entender qual será o estilo culinário do Attimo per Quattro, que desde a abertura teve diferentes comandantes e cardápios. Passaram por lá Jefferson Rueda, responsável pela inauguração e que hoje brilha em A Casa do Porco Bar, Paulo Kotzent, egresso do Piselli, Francisco Pinheiro, especialista em cozinha francesa, ex-braço direito de Laurent Suaudeau e vice-campeão na segunda edição MasterChef Profissionais, e Ivo Lopes, ex-Due Cuochi Cucina e ex-Avenida Café Bistrô.

Continua após a publicidade

Antes mesmo de crescer em solo nacional, Fernandes celebra a internacionalização da hamburgueria Tradi, que tem previsão de inaugurar em 8 de maio a primeira casa na cidade do Panamá, capital do país de mesmo nome. “Já estamos começando a segunda unidade por lá”, adianta. Em São Paulo, também estão previstas duas filiais da lanchonete, na forma um ponto de delivery e a primeira Tradi Express, um take away.

Katsudon: tigela de arroz com milanesa de copa lombo (João Erbert Lima/Divulgação)

O entusiasmo de Fernandes se reflete ainda na Panetteria Attimino, montada em sociedade com o padeiro Pedro Calvo. “Pela qualidade de nossos pães, atendemos um número crescente de restaurantes e hamburguerias”, conta. São endereços como Pão com Carne e Frank&Charles.

A conferir.

Continua após a publicidade

Conheça o cardápio:

Cardápio (Divulgação/Divulgação)

 

 

 

 

 

 

Valeu pela visita! Para me seguir nas redes sociais, é só clicar em:
Facebook: Arnaldo Lorençato
Instagram: @alorencato
Twitter: @alorencato

Para enviar um email, escreva para arnaldo.lorencato@abril.com.br

Caderno de receitas:
+ Fettuccine alfredo como se faz em Roma
+ O tiramisu original
+ O melhor petit gâteau do Brasil

E para não perder as notícias mais quentes que rolam sobre São Paulo, assine a newsletter da Vejinha

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.