Clique e assine por apenas 6,90/mês

Vídeo mostra trecho de briga entre Neymar e modelo que o acusou de estupro

Na gravação, Najila Mendes de Souza pergunta se o jogador gosta de bater. Ele responde: gosto. Assista ao vídeo.

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 6 Jun 2019, 11h56 - Publicado em 6 Jun 2019, 09h24

Um vídeo que está circulando no WhatsApp mostra uma briga entre o atacante Neymar e a modelo Najila Mendes de Souza, que o acusa de tê-la estuprado.

O caso veio à tona no sábado (1º), após chegar ao público o conteúdo do boletim de ocorrência no qual Najila registrou a queixa. Nesta quarta-feira (5), em sua primeira entrevista após acusar Neymar, a modelo voltou a dizer que foi abusada sexualmente pelo jogador e pediu por justiça.

A gravação da briga começou a circular na internet depois dessa conversa na TV. No vídeo, o jogador do Paris Saint Germain e Najila aparecem trocando beijos. Ao se deitarem na cama, começam a conversar. É possível ouvir o diálogo.

“Não, não, não. Bater não”, diz Neymar.

Continua após a publicidade

A mulher responde:

“Você gosta de bater, né?”.

O atacante completa:

“Gosto”.

Continua após a publicidade

Najila se levanta da cama e começa a dar tapas em Neymar.

“Mas eu vou te bater sabe por quê? Porque você me agrediu e me deixou aqui sozinha ontem”. 

Enquanto isso, ainda deitado na cama, o atacante tenta se defender usando os pés.

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

Tô passada! Sabe aquela ditado de que quanto mais mexe numa coisa, mais fede? Assim está essa história do Neymar e da Najila. O vídeo oficial acabou de ser divulgado e tá rolando em todos os grupos de WhatsApp. Assistam e tirem suas próprias conclusões.

A post shared by S U B C E L E B R I T I E S (@subcelebrities) on

As imagens se referem ao segundo encontro entre os dois. Depois de terem se conhecido pelo Instagram, Neymar chamou a modelo de São Paulo para ir a Paris, no dia 15 de maio. Najila registrou a ocorrência apenas quando chegou no Brasil, no dia 31.

Continua após a publicidade

Quando o documento tomou o noticiário, Neymar publicou um vídeo de sete minutos para se defender. Nele, mostrou parte do que seria a conversa que teve com a modelo no WhatsApp e ainda expôs fotos íntimas dela. A polícia investiga o jogador.

Publicidade