Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Vídeo: grupo ateia fogo em estátua de Borba Gato, na Zona Sul

Nas redes sociais, o ataque foi relacionado à atuação do bandeirante na caça e escravização de indígenas e pessoas negras

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 24 jul 2021, 16h58 - Publicado em 24 jul 2021, 14h38

Um incêndio atingiu a estátua do Borba Gato, na Zona Sul de São Paulo, na tarde deste sábado (24). Vídeos que circulam nas redes sociais mostram a estátua em chamas. O ataque foi relacionado à atuação do bandeirante na caça e escravização de indígenas e pessoas negras. 

Um grupo chamado Revolução Periférica assumiu a autoria do incêndio. Em vídeo, membros aparecem subindo no monumento com pneus e colocando fogo nos objetos. 

Alvo frequente de protestos, o monumento é assinado pelo escultor Júlio Guerra. Ativistas pedem que a estátua que homenageia o bandeirante Borba Gato seja derrubada. Em 2020, a prefeitura chegou a colocar gradis ao redor do Borba Gato, além de reforçar a segurança no local temendo depredações.  

Em 2016, a estátua recebeu um banho de tinta, assim como o Monumento às Bandeiras, localizado em frente ao Parque do Ibirapuera, que amanheceu coberto de vermelho, uma simbologia ao sangue.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade