Clique e assine com até 89% de desconto

Paulista amanhece com a inscrição “Vidas Pretas Importam” no asfalto

A intervenção é um protesto contra a morte de João Alberto Silveira Freitas, em Porto Alegre

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 21 nov 2020, 11h04 - Publicado em 21 nov 2020, 10h54

A inscrição “Vidas Pretas Importam” foi pintada no asfalto da Avenida Paulista, em frente ao Masp (Museu de Arte de São Paulo), na madrugada deste sábado (21).

Com quase 200 metros de comprimento, a frase foi inscrita por um grupo de artistas em protesto contra a morte de João Alberto Silveira Freitas, homem negro espancado por seguranças em um supermercado Carrefour, em Porto Alegre.

A intervenção teve a colaboração da CET, de acordo com os artistas, já que as três faixas onde a pintura foi feita estavam bloqueadas.

A 1,5 quilômetro do Masp, o Carrefour da Alameda Pamplona, no Jardim Paulista, foi alvo de protestos e depredação na noite de sexta (20).

Continua após a publicidade
Publicidade