Clique e assine por apenas 6,90/mês

Viaduto Plínio de Queiroz é liberado pra carros

O acesso havia sido proibido para carros em novembro de 2015 e parcialmente liberado em janeiro deste ano

Por Redação VEJA São Paulo - 31 mar 2017, 09h18

Foi liberado nesta sexta-feira (31) o acesso de carros ao Viaduto Doutor Plínio de Queiroz, na Avenida Nove de Julho, região central da cidade. A mudança foi divulgada nesta quinta-feira (30) pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A faixa exclusiva de ônibus à direita permanecerá funcionando.

O trânsito de veículos havia sido limitado aos ônibus e táxis (fora do horário de pico) em novembro de 2015 e parcialmente liberado em janeiro deste ano, para carros com mais de um passageiro.

A decisão foi tomada após análises de campo apontarem que “o viaduto encontra-se ocioso na maior parte do dia, enquanto o trânsito nas laterais e no entorno da Praça 14 Bis é prejudicado”, disse a CET, por meio de nota. E que, no período em que o viaduto foi aberto para carro compartilhado, não houve prejuízo no desempenho do transporte coletivo.

Segundo a CET, desde janeiro o tráfego passou de 332 carros por hora para 879 carros por hora, no sentido Centro, no pico da manhã, e de 170 carros por hora para 595 carros por hora, no sentido bairro, no pico da tarde.

Com a mudança, agentes permanecerão no local para orientar os motoristas de carros e de ônibus.

Continua após a publicidade
Publicidade