Clique e assine por apenas 5,90/mês

Vereadores aprovam aumento do próprio salário

Com o reajuste, válido a partir de janeiro de 2017, os vencimentos passam de 15.031,76 reais para 18.991,68

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 20 dez 2016, 17h27 - Publicado em 20 dez 2016, 17h23

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou na tarde desta terça-feira (20) o projeto de resolução que prevê aumento de 26,3% no salário dos vereadores. O texto recebeu 41 votos, sendo trinta favoráveis e onze contrários. Os demais catorze vereadores que compõem a atual legislatura não compareceram na votação.

Por regra, não pode ter aumento no decorrer da legislatura. Assim, a votação do reajuste passa a valer em janeiro de 2017, para a próxima composição da Câmara. Os vencimentos atuais, de 15.031,76 reais, subirão para 18.991,68. A proposta apresentada pela Mesa Diretora e publicada no último dia 16 no Diário Oficial chegou a ser votada neste mesmo dia, mas o pleito foi adiado por falta de quórum.

De acordo com a Constituição Federal, o salário dos vereadores não pode ultrapassar 75% do valor recebido por um deputado estadual, que atualmente é de 25.322,25 reais.

Publicidade