Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Vacinação contra Covid-19: governo de SP pede investigação de 100 médicos

Objetivo é apurar possíveis fraudes na emissão de laudos e exames utilizados por pacientes na hora da imunização

Por Redação VEJA São Paulo 21 Maio 2021, 20h59

A Secretaria de Estado da Saúde da gestão João Doria (PSDB) informou que solicitou ao Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) a investigação dos 100 médicos que mais emitiram laudos, exames e receitas médicas para a vacinação contra a Covid-19 de pessoas com comorbidades.

De acordo com a pasta “o objetivo da medida é identificar possíveis fraudes no processo de vacinação destes grupos”. O levantamento dos dados foi feito por meio de uma auditoria interna, usando dados do sistema de cadastro para vacinação no estado de São Paulo.

A secretaria afirma que o sistema Vacivida, onde é feito o controle da imunização, permite que as unidades de saúde insiram o CRM do médico responsável pela emissão de laudos, receitas médicas e atestados para a validação da vacinação por comorbidades.

Desde quinta (20) a cidade de São Paulo iniciou a campanha voltada para os adultos a partir de 45 anos de idade com comorbidades.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade