Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

USP tem mais uma denúncia de estupro em festa

O caso que aconteceu com uma estudante de veterinária foi divulgado em abril deste ano, mas não houve apuração na época

Por VEJA SÃO PAULO Atualizado em 5 dez 2016, 13h43 - Publicado em 11 dez 2014, 09h25

A diretoria da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da USP abrirá sindicância para apurar um caso de estupro ocorrido com uma aluna no ano passado, em uma festa de estudantes em república em Pirassununga, interior de São Paulo.

+ Homens são baleados durante briga em bar

O grupo começará as investigação somente em fevereiro de 2015, por causa do encerramento do ano letivo. O caso chegou a ser divulgado em abril deste ano pelo Jornal do Câmpus, produzido por alunos da instituição, mas não houve apuração na época.

Para a diretoria na capital, a aluna disse que formalizou na época uma denúncia na prefeitura do câmpus de Pirassununga. Entretanto, o diretor da FMVZ, Enrico Lippi Ortolani, afirmou que não foi comunicado sobre o episódio e só agora recebeu o pedido da aluna.

+ Confira as últimas notícias

Casos de estupro em festas na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), denunciados no mês passado na Assembleia Legislativa, provocaram a proibição de festas na unidade. (Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade