Clique e assine por apenas 6,90/mês

Conheça as novas tecnologias usadas por detetives contra o adultério

Microcâmeras e rastreadores estão entre os aparelhos

Por Redação VEJA SÃO PAULO - Atualizado em 5 dez 2016, 16h06 - Publicado em 19 abr 2013, 22h55

Câmeras em forma de botão de camisa e escutas que gravam até quinze dias de áudio sem parar são apenas algumas das engenhocas utilizadas hoje por cerca de 20 000 detetives particulares atuantes na cidade de São Paulo, segundo a estimativa do Instituto Universal dos Detetives Particulares (Iudep). Conheça esses e outros aparelhos acima.

+ Paulistano é filmado até quinze vezes no caminho de casa ao trabalho

Publicidade