Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Traficantes de bairros nobres vendiam “geleia de maconha” em festas

Dez jovens são suspeitos de participar de uma quadrilha que comercializava diversas drogas; foram apreendidos entorpecentes e R$ 10 000

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 29 set 2021, 10h57 - Publicado em 29 set 2021, 10h54

Dez jovens de bairros nobres de São Paulo foram presos nesta terça-feira (28) pela Polícia Civil. As detenções aconteceram em meio a uma operação contra tráfico de drogas em Higienópolis, Perdizes, Pinheiros, entre outros bairros da Zona Oeste e Centro. Ao todo, foram cumpridos 36 mandatos de busca e apreensão.

A investigação foi conduzida pelo Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico, o Denarc. Segundo ele, os suspeitos fazem parte de uma quadrilha. Através das rede sociais, vendiam diversas drogas como cocaína, haxixe, ecstasy e a geleia de maconha. Essa última foi apreendida pela primeira vez pelas autoridades, e seu consumo é feito por ingestão.

Durante a operação, foi apreendido, além de todos os entorpecentes, 10 000 reais provenientes das vendas das substância ilegais. O público alvo da organização eram jovens com alto poder aquisitivo e as vendas aconteciam em festas universitárias clandestinas.

Entre as dez pessoas presas, três foram liberadas para responder pelos crimes em liberdades. Todos são indiciados por formação de quadrilha e tráfico de drogas.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Continua após a publicidade

Publicidade