Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Torcida do Corinthians é multada em 20 mil reais por homofobia

Processo administrativo foi movido pela Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania após torcedores se manifestarem contra um selinho dado por Emerson Sheik em Isaac Azar

Por Veja São Paulo Atualizado em 1 jun 2017, 16h53 - Publicado em 7 Maio 2015, 13h15

A Camisa 12, torcida organizada do Corinthians, foi multada em 20 000 reais por discriminação homofóbica. O processo administrativo foi movido pela Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania após os torcedores se manifestarem contra um selinho dado pelo jogador Emerson Sheik no dono do restaurante Paris 6Isaac Azar, em agosto de 2014.

+ “O futebol é muito machista”, diz Sheik sobre selinho

A foto do beijo foi publicada no Instagram do atleta, o que desencadeou uma enxurrada de comentários preconceituosos vindos principalmente da torcida corintiana. Alguns chegaram a ir até o centro de treinamento da equipe com faixas onde se lia frases como “aqui é lugar de homem”. 

+ “Peço desculpas aos que se sentiram ofendidos”, diz Sheik


Emerson Sheik selinho
Emerson Sheik selinho

O presidente da torcida à época, Marco Antonio de Paula Rodrigues, estava à frente do protesto e deu declarações se dizendo contra a presença de gays na organizada. 

+ Integrante de banda divulga foto em apoio a Sheik

O processo foi movido com base na lei estadual 10.948/2001, que dispõe sobre atos de discriminação contra orientação sexual. A Camisa 12 foi intimada e tem duas semanas para apresentar recurso.

Continua após a publicidade
Publicidade