Clique e assine por apenas 6,90/mês

Câmara pode conceder título de “Cidadã Paulistana” à Michelle Bolsonaro

"Michelle, que vestia uma camiseta vermelha com o nome 'Jesus', desejou um Natal abençoado a todos os brasileiros", diz proposta de Rinaldi Digilio (PSL)

Por Redação VEJA São Paulo - 16 set 2020, 12h22

Vereadores podem votar ainda nesta quarta-feira (16) um projeto de Decreto Legislativo que concede o título de “Cidadã Paulistana” à Michelle Bolsonaro, primeira-dama do Brasil. Rinaldi Digilio (PSL), apoiador do presidente, é o autor da proposta. As informações são do G1.

Foram 37 assinaturas de vereadores de dez partidos para que o projeto seja votado no plenário. A maioria veio de políticos da oposição. O argumento é de que muitos parlamentarem assinam requerimentos sem ler o conteúdo das propostas. O arquivo com o projeto, por exemplo, se chama “PDL Michelle de Paula”, citando apenas o primeiro sobrenome da primeira-dama, o que poderia passar despercebido.

São necessários 37 votos de 55 vereadores da Câmara para a proposta ser aprovada. Se isso acontecer, Michelle Bolsonaro receberá homenagem em sessão solene. Ela nasceu em Ceilândia, no Distrito Federal.

Ao projeto, foi anexado uma assinatura de Michelle Bolsonaro concordando com a honraria, uma das exigências do regimento da casa. Outra é de que o projeto tenha justificativa com o currículo e serviços prestados pela pessoa em questão.

O vereador citou eventos para pessoas com deficiência em que Michelle Bolsonaro esteve presente. Também se referiu ao discurso em Libras que ela proferiu na cerimônia de posse de Jair Bolsonaro como presidente e o pronunciamento de Natal do mandatário. “Michelle, que vestia uma camiseta vermelha com o nome ‘Jesus’, desejou um Natal abençoado a todos os brasileiros”, diz o texto.

 

Continua após a publicidade
Publicidade