Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Taxista é morto por policial civil durante briga no Itaim Bibi

Caso aconteceu perto da padaria Dona Deola

Por Estadão Conteúdo Atualizado em 27 dez 2016, 15h01 - Publicado em 4 nov 2016, 12h14

Um taxista morreu na madrugada desta sexta-feira, 4, após se envolver em uma briga com um policial civil no Itaim Bibi, na zona sul de São Paulo. Os dois teriam entrado em confronto após o agente de segurança “fechar” o carro do motorista.

Segundo a Polícia Militar, o policial alvejou o taxista com uma arma de fogo. O caso aconteceu por volta da 1 hora na esquina das Ruas Joaquim Floriano e Clodomiro Amazonas, próximo à padaria Dona Deôla.

De acordo com informações preliminares, o taxista teria se irritado com a manobra do policial, sacado uma arma e atirado em direção ao agente. O policial reagiu e disparou duas vezes – as balas atingiram o peito e o pescoço do motorista. A PM informou que o taxista foi socorrido ao Hospital das Clínicas, na zona oeste, mas não resistiu aos ferimentos.

Em entrevista ao Bom Dia São Paulo, da TV Globo, o pai da vítima afirmou que o filho não tinha uma arma, não tinha passagens pela polícia e que não teria como atirar no policial, uma vez que foi baleado ainda dentro do carro.

O policial foi ouvido no 14º Distrito Policial (Pinheiros), onde o caso foi registrado, e liberado. As investigações seguem para o 15º DP (Itaim Bibi), delegacia responsável pela área. Procurada, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) de São Paulo informou que o caso está sendo apurado.

Continua após a publicidade
Publicidade