Clique e assine por apenas 5,90/mês

Suspeito de passar trotes para Polícia Militar vai depor em juízo

Por Daniel Nunes Gonçalves (com reportagem de Giovana Romani e Henrique Skujis) - Atualizado em 5 dez 2016, 18h58 - Publicado em 5 fev 2010, 13h38

Embora negue, o segurança Ronaldo Bispo dos Santos (foto) foi preso pela Polícia Militar, no último dia 25, acusado de passar seis trotes para o telefone 190 desde 2006. Segundo a PM, ele relatava crimes e dava a própria descrição como o autor dos delitos. Detido por quatro horas, foi solto e vai depor em juízo porque sua suposta falta, de falsa comunicação de crime, é considerada de menor potencial ofensivo. “Trotes congestionam a linha, ocupam viaturas e policiais”, diz o major Ulisses Puosso, chefe do Centro de Operações da Polícia Militar (Copom). Das 35 000 ligações diárias recebidas, 5 250 são trotes — crianças e adolescentes respondem por 70% das chamadas falsas, que subiram 9,3% em 2009. Apesar das evidências alegadas pela PM, o acusado afirma ser contra esses telefonemas de mau gosto. “É coisa de quem não tem o que fazer”, diz.

 

Publicidade