Continua após publicidade

Selo de turismo certificará higiene e prevenção contra a Covid-19

Pandemia paralisou atividades turísticas no Brasil desde março

Por Agência Brasil
Atualizado em 27 Maio 2024, 18h07 - Publicado em 13 jun 2020, 12h55

O Ministério do Turismo lançou o selo Turismo Responsável, uma certificação, disponível na internet, que tenta assegurar a turistas, viajantes e consumidores que o hotel ou pousada onde se instalaram e o bar ou restaurante onde fazem refeições estão cumprindo requisitos de higiene e prevenção contra a Covid-19.

O selo é gratuito e está vinculado ao Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur). Deve ser colado em local de fácil acesso aos clientes e contém QR Code pelo qual o turista poderá verificar as medidas adotadas pelo estabelecimento. A ferramenta também possibilitará o encaminhamento de denúncias que, em caso de comprovado o descumprimento de exigências, poderá resultar em revogação do selo.

De acordo com o ministério, a medida é a primeira etapa para a retomada de atividades turísticas, paralisadas desde março por causa da pandemia provocada pelo novo coronavírus.A iniciativa, validada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), atende preocupações de empresários do setor que querem voltar aos seus negócios, mas dando a certeza de não expor turistas, nem empregados a riscos de contágio

+ Assine a Vejinha a partir de 6,90

Para o secretário de Integração Interinstitucional do Ministério do Turismo, Bob Santos, os novos protocolos sanitários de biossegurança vieram para ficar.Segundo ele escreveu em artigo para a Confederação Nacional do Comércio (CNC), num primeiro momento da retomada do turismo a escolha dos viajantes “será por viagens de curta duração, em fins de semana ou feriados prolongados. Os destinos de natureza, de aventura, de base comunitária e de ecoturismo serão os mais procurados, tendo em vista a baixa aglomeração de pessoas”.

Por causa da pandemia, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Turismo e Hospitalidade (Contratuh) teme até meio milhão de desempregados na área de turismo e hospitalidade em todo o país. Outras projeções estimam falência de 10% de hotéis e o fechamento de um terço dos restaurantes no país.

Além dos meios de hospedagem e refeição, o Ministério do Turismo criou protocolos de higiene e limpeza para agências de turismo; transportadoras turísticas; organizadoras de eventos; parques temáticos; acampamentos; parques aquáticos; locadoras de veículos e guias de turismo.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.