Clique e assine por apenas 6,90/mês

São Paulo pode ter feriadão de 6 dias a partir de quarta-feira (20)

A medida foi tomada para aumentar o índice de isolamento social na capital; projetos serão votados na Câmara de SP e Assembleia

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 18 Maio 2020, 16h41 - Publicado em 18 Maio 2020, 13h46

São Paulo pode ter megaferiado de seis dias a partir de quarta-feira (20). A informação foi anunciada na manhã desta segunda-feira (18), pelo governador João Doria (PSDB) e o prefeito Bruno Covas (PSDB). Os projetos, que ainda serão votados, querem antecipar feriados para ajudar no índice de isolamento social na capital paulista.

O anuncio foi feito em coletiva à imprensa no Palácio dos Bandeirantes, na zona oeste de São Paulo. A medida foi tomada porque os índices de distanciamento na cidade costumam ser maiores em feriados e finais de semana, e seguem abaixo dos 50% em dias úteis. No sábado (16), a capital teve uma taxa de 52% e o estado, de 50%. No domingo (17), a capital atingiu 56% e o estado, 54%.

+ Assine a Vejinha a partir de 6,90

A Câmara Municipal de São Paulo votará ainda nesta segunda-feira (18) a antecipação do feriado de Corpus Christi e Consciência Negra, para quarta (20) e quinta-feira (21). A sexta (22) será ponto facultativo. Os projetos do governo para conter o avanço do novo coronavírus costumam ser aprovados com facilidade.

Continua após a publicidade

Doria também mandará à Assembleia Legislativa projeto para antecipar o feriado de 9 de Julho para segunda-feira (25). Com a aprovação dos projetos, o feriadão começaria na quarta-feira (20) e terminaria na segunda-feira (25).

Publicidade