Continua após publicidade

Conheça Romeu di Sessa, o roteirista que virou conselheiro

Todos os domingos, ele monta um "consultório a céu aberto" em lugares públicos e oferece seus palpites sobre os mais diversos assuntos

Por Thaís Oliveira Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 3 mar 2017, 09h44 - Publicado em 2 mar 2017, 21h49

Há um ano e meio, o paulistano Romeu di Sessa, 58 anos, decidiu dedicar os domingos a uma atividade incomum: dar conselhos para desconhecidos. Munido de uma plaquinha onde se lê “Dou conselhos sobre (quase) tudo”, ele se senta por algumas horas perto do portão 7 do Parque do Ibirapuera ou então, na Avenida Paulista.

Para ouvir uma palavra amiga, basta se achegar ao banquinho e abrir o coração.

Seu consultório a céu aberto recebe os tipos mais variados. “De adolescentes a distintas senhoras que passaram dos 70 anos”, brinca. Os papos mais bacanas são publicados em sua página no Facebook.

A maioria das pessoas o procura para desabafar sobre trabalho, família, dinheiro e, é claro, amor. “Mais de 80% das perguntas são sobre isso.” Casado por quatro vezes — sua última união durou 18 anos —, ele lembra as próprias experiências para iluminar o aconselhado com dois dedinhos de prosa. “Acho que me deram um boa bagagem para falar de relacionamentos.”

Continua após a publicidade

Em um desses encontros, um rapaz que se estranhava com um colega de trabalho voltou para casa com uma orientação inesperada: agradecer ao rival que tentava queimar sua imagem. “Expliquei que o grande papel do vilão é fazer o herói evoluir, vi que ele saiu convencido”. Os mais impressionados chegam a adicioná-lo no Facebook para manter contato.

Outro encontro marcante foi com um jovem gay que enfrentava uma fase difícil no relacionamento. Depois de ouvir uma segunda opinião, conseguiu enxergar a situação com mais serenidade. O conselheiro também aprende muito com esse contato humano: “Percebi que as relações homossexuais têm os mesmos altos e baixos de qualquer outra.”

Di Sessa não é vidente, nem psicólogo. Roteirista experiente, assinou dezenas de produções para cinema, TV ou teatro. Por conta disso, muita gente pergunta se a nova carreira não seria um jeito de encontrar histórias para seus próximos trabalhos. “Não é isso, de jeito nenhum”, explica. “Sou um cara muito egocêntrico, é preciso fazer algo pelos outros de vez em quando”, brinca.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.