Clique e assine por apenas 6,90/mês

Nove regiões do estado mudam de fase no plano de reabertura

Todas foram reclassificadas em etapas com maior flexibilização

Por Redação VEJA São Paulo - 10 jul 2020, 16h23

O governo de São Paulo divulgou nesta sexta-feira (10) as últimas atualizações sobre a classificação das regiões do estado no Plano São Paulo, que estabelece as etapas para a reabertura econômica na unidade da federação. Das nove regiões que mudaram de fase, nenhuma retrocedeu para medidas mais restritivas. Todas tiveram maior flexibilização.

Bauru, Presidente Prudente, Sorocaba, Marília e Piracicaba foram da fase Vermelha para a Laranja. Na Vermelha é permitido apenas a abertura dos serviços classificados como essenciais. Na Laranja é autorizado, por exemplo, a reabertura de shoppings e comércios de rua com limitações.

Já o Vale do Ribeira e Registro pularam uma etapa, saíram da Vermelha e passaram direto para a Amarela, sem passar pela Laranja. A fase Amarela permite atendimento presencial, com restrições, também de bares, restaurantes e salões de beleza.

A quarentena foi prorrogada até 30 de julho no estado. As regiões que continuam na fase Vermelha são as de Araçatuba, Franca, Ribeirão Preto e Campinas, que seguem com taxa de ocupação de leitos de UTIs acima de 80%.

Continua após a publicidade
Publicidade